Presidente de Portugal é reeleito para mandato de 5 anos

1

O presidente de centro-direita de Portugal foi reeleito no último domingo (24) por uma confortável maioria, sem precisar enfrentar um segundo turno. Marcelo Rebelo de Sousa teve quase 60,7% dos votos válidos para assumir o segundo mandato de cinco anos.

Ana Gomes, do partido governista Socialista e candidata independente, obteve a segunda maior fatia dos votos, com quase 12,97%. Assim, ela ficou ligeiramente à frente de André Ventura, líder do Chega, partido populista de extrema direita, que conseguiu 11,9% dos votos.

Citando a necessidade de estabilidade política, Rebelo de Sousa tem apoiado o governo socialista minoritário do primeiro-ministro António Costa, nos últimos cinco anos. O partido do premiê português não apresentou candidato próprio, estratégia amplamente interpretada como sinal de apoio indireto à reeleição do presidente.

No discurso de vitória, o presidente reeleito disse que a tarefa mais urgente do país é o combate à pandemia. “A melhor forma de homenagear os mortos é cuidando dos vivos e com eles recriar Portugal”, afirmou.

Ventura, que lidera o primeiro grupo populista de direita a surgir em Portugal em 40 anos, ganhou quase 12%. Apesar te ter ficado em terceiro lugar na disputa presidencial, o crescimento do partido Chega deve ser considerado em comparação com o 1,3% obtido nas eleições parlamentares de 2019, quando Ventura foi o primeiro e único político do Chega a ser eleito.

Votação em Portugal em meio à pandemia

Portugal registrou abstenção recorde para uma eleição presidencial: 60,51%. No pleito anterior, em 2016, 51,3% dos eleitores não compareceram às urnas. De fato, a votação ocorreu durante o bloqueio nacional por causa do avanço da terceira onda de Covid-19 no país.

Leia também: Urnas vão até eleitores portugueses em meio à pandemia

Na semana anterior às eleições, Portugal relatou as maiores médias diárias do mundo para novos casos de Covid e mortes por 100 mil habitantes, conforme dados da Universidade Johns Hopkins.

De acordo com a mídia local, os eleitores respeitaram as regras sanitárias, ao usarem máscaras e formarem filas socialmente distantes nas seções eleitorais. No mesmo dia em que Portugal escolheu o representante dos próximos cinco anos, as autoridades de saúde relataram 275 mortes de Covid-19 em 24 horas. Em outras palavras, é o maior número diário de mortes no país desde o início da pandemia.

Leia Também:

1 comentário
  1. […] que foi aprovado por 136 votos a favor e 78 contra, com quatro abstenções, será apresentado ao presidente recém-reeleito Marcelo Rebelo de Sousa. Dessa forma, ele tem a opção de dar parecer favorável, enviá-lo para exame do Tribunal […]

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.