Presidente argentino diz que Brasil veio da selva, Bolsonaro ironiza

0

O presidente Jair Bolsonaro publicou, em suas redes sociais, fotografias que contestam as falas racistas do presidente da Argentina. Na legenda, Jair escreveu a palavra “selva” e postou a bandeira do Brasil.

Fernández afirmou hoje (10) que, enquanto “mexicanos vieram dos índios e os brasileiros vieram da selva”, “nós, argentinos, viemos de barcos da Europa”.

O Brasil e a Argentina possuem conflitos há anos em relação a terras e políticas. Então, não demorou para que o presidente se manifestasse sobre o assunto. 

Na Argentina, também havia grupos indígenas antes da chegada dos europeus. O presidente argentino argumenta que vieram dos europeus enquanto brasileiros são da selva é contraditório e eurocêntrico visto que Portugal também veio para a região que atualmente é conhecida como Brasil. 

Existiam povos nos dois países antes da chegada da Europa, tanto dos franceses, portugueses, holandeses e espanhóis. Tanto a Argentina quanto o Brasil são frutos de estupros, perseguições e conflitos de povos e ideologias. 

Argentina é colônia assim como Brasil, que é liderado por Bolsonaro

Se a Argentina não fosse vista como colônia (assim como o Brasil), não teria sido palco de escravidão até o ano de 1853. Os europeus não viam os habitantes da América do Sul como iguais.

A América do Sul, para muitos historiadores, sequer é considerada como ocidental visto que ocidental se remete somente aos países como EUA, Canadá e aqueles que estão na Europa. Mas, esse é um assunto focado para o orientalismo e debates acadêmicos

O presidente argentino, após ver que as falas repercutiram de forma internacional de modo negativo e que estava equivocado nas afirmações, argumentou em nota:

“Afirmou-se mais de uma vez que ‘os argentinos descendem de navios’. Na primeira metade do século 20, recebemos mais de 5 milhões de imigrantes que viviam com nossos povos nativos. Nossa diversidade é um orgulho”, escreveu ele em seu Twitter.

Depois disso, publicou também um pedido de desculpas para todas as nações que se sentiram ofendidas com as falas. 

O portal UOL justificou a ação do presidente argentino ao dizer que com frequência o presidente Bolsonaro os ataca. 

 

 

Veja Também:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.