Prefeita de Teolândia chora com proibição de show de Gusttavo Lima: “Como é difícil”

Rosa Baitinga tinha o sonho de levar o sertanejo para cantar em sua cidade

0

Rosa Baitinga, prefeita de Teolândia, na Bahia, lamentou publicamente a decisão da Justiça de barrar a apresentação de Gusttavo Lima no ‘Festival da Banana’. O Embaixador chegou à cidade no último domingo (5) em seu jatinho particular, mas foi embora ao saber que a festança tinha sido cancelada.

Power Couple: dinâmica termina com nova briga entre Mussunzinho e Brenda

Devastada, Rosa, que tinha como sonho pessoal conhecer o músico, subiu ao palco montado em uma praça do município para lamentar a situação: “A minha dor é muito grande, vocês não têm ideia. Eu queria estar hoje, de vermelho e preto, arrumada para o Embaixador. Digo a vocês: O Embaixador veio ali no posto de gasolina, mas ele teve que voltar. E Deus o acompanhe, ilumine sua vida e lhe dê muitos anos de vida, porque o futuro a Deus pertence”.

“Como é difícil a gente sonhar e não poder realizar o sonho da gente”, continuou a prefeita que, logo depois ajoelhou e pediu o amparo de Deus: “Agora estou pedindo a Deus que nos abençoe para que a gente consiga recuperar a economia do nosso município. Deus é fiel. Deus está conosco”.

Teolândia foi um dos municípios da Bahia mais afetados pelas chuvas no ano passado. Na ocasião, Rosa até chegou a pedir pix dos cidadãos para a prefeitura, alegando não ter “verba o suficiente” para ajudar todas as vítimas dessa tragédia.

Gusttavo ganhou mais de um milhão para realizar show em Minas Gerais

Mais uma polêmica com o cachê de Gusttavo Lima! De acordo com a reportagem do site G1, no dia 28 de maio deste ano, o cantor teria recebido R$1,2 milhão para se apresentar em Conceição do Mato Dentro, na Região Central de Minas Gerais – que possui uma população de 17 mil habitantes.

O evento ’30ª Cavalgada do Jubileu do Senhor Bom Jesus Do Matozinhos’, que ocorrerá nos dias 17 a 23 de junho, contará com participações de outros artistas como Bruno e Marrone, por R$520 mil, além de Israel e Rodolffo por R$310 mil. No total, a Prefeitura já gastou mais de R$2 milhões de verba pública para a contratação dos músicos.

No caso de Gusttavo Lima, o contrato mais caro, está estipulado que a Prefeitura pague a hospedagem de 40 pessoas da equipe do cantor no melhor hotel da região. Além disso, eles é que se responsabilizarão por gastos diários de alimentação, fixados em R$4 mil, e transporte do artista e sua equipe.

O Ministério Público ainda não entrou com ação para impedir esse evento.

Veja também: Padre Fábio de Melo nega harmonização após críticas: “Sinusite”

Avalie o Artigo:

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.