Preços dos bens intermediários crescem 5,01% em outubro

A taxa influenciou foi responsável por 80% da alta do IPP no mês

2

A elevação registrada nos preços dos bens intermediários chegou a 5,01% em outubro deste ano, na comparação com setembro. É o que aponta o levantamento realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), que divulgou os dados nesta quinta-feira, dia 26. 

Em resumo, a variação respondeu por 80,6% da alta apresentada pelo Índice de Preços ao Produtor (IPP) em outubro, que subiu 3,40% no mês. Ao mesmo tempo, os preços dos bens de capital subiram 2,69%, enquanto os bens de consumo cresceram 1,22%. Vale ressaltar que a variação em bens de consumo duráveis foi de 0,97% e em bens de consumo semiduráveis e não duráveis foi de 1,27%. 

A saber, os bens de capital exerceram uma influência de 0,20 ponto percentual (p.p.) no IPP em outubro. Já os bens de consumo impactaram o resultado do índice em 0,46 p.p. Em resumo, os bens de consumo duráveis influenciaram a categoria econômica em 0,06 p.p., e os bens de consumo semiduráveis e não duráveis impactaram em 0,40 p.p o resultado. 

 

Bens intermediários exercem maior impacto no acumulado do ano 

De acordo com o levantamento, os preços dos bens intermediários acumulam alta de 21,93% em 2020. Com isso, impactaram o IPP em 11,72 p.p. Aliás, a alta do valor acumulado no ano do IPP chegou a 17,29%. Ou seja, o aumento nos preços dos bens intermediários responde por 67,78% da variação apresentada pelo IPP no acumulado de 2020. 

Para completar o impacto no índice, estão os bens de capital (1,30 p.p.) e os bens de consumo (4,26 p.p.). Em síntese, a variação acumulada no ano pelos bens de capital ficou em 17,44%. Já os preços dos bens de consumo acumulam alta de 10,90%. 

 

Por fim, vale ressaltar que as elevações acumuladas em todas as grandes categorias econômicas em 2020 ficaram abaixo das registradas em 2019. Dessa forma, bens de capital acumulou alta de 17,95% até outubro de 2019, ante 17,44% neste ano. Além disso, bens intermediários variaram 22,51% no ano passado, contra 21,93% em 2020, e bens de consumo cresceram 14,48%, ante 10,90% neste ano. 

 

LEIA MAIS

Variação do Índice de Custo da Construção desacelera em novembro

Confiança dos empresários da construção cai após seis meses de alta

Leia Também:

2 Comentários
  1. […] Preços dos bens intermediários crescem 5,01% em outubro […]

  2. […] Preços dos bens intermediários crescem 5,01% em outubro […]

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.