Preço do leite integral e da manteiga dispara em julho, revela Dieese

Itens sobem em todas as capitais pesquisadas no mês; período de entressafra e desvalorização cambial explicam alta dos preços

0

O Dieese revelou nesta sexta-feira (5) que a cesta básica ficou mais barata em 10 das 17 capitais pesquisadas em julho. No geral, a cesta ficou mais barata no país, mas alguns importantes itens para o brasileiro registraram fortes altas no mês, com o preço disparando em relação a junho.

A saber, o grande destaque no mês passado, com alta em todos os 17 locais pesquisados, foi o leite integral. Na verdade, isso também aconteceu em junho, com o item pesando fortemente na renda da população.

De acordo com o Dieese, os maiores avanços nos preços do leite UHT aconteceram em Vitória (35,49%), Salvador (35,23%), Aracaju (32,55%) e Natal (30,95%).

Nos últimos 12 meses, o leite UHT também ficou mais caro em todas as 17 capitais pesquisadas. Nesse caso, as principais altas foram observadas em Florianópolis (80,91%) e Porto Alegre (78,33%).

Leia também: Leite caro faz 23% dos brasileiros substituírem item por soro de leite

Manteiga também ficou mais cara em julho

Da mesma forma, o preço da manteiga também subiu nos 17 locais pesquisados. As maiores altas mensais ocorreram em Salvador (9,27%), Belém (8,87%) e Porto Alegre (7,49%). Já no acumulado dos últimos 12 meses, os avanços variaram entre 13,43% em Natal e 32,62% em Salvador.

“A extensão do período de entressafra, devido ao clima seco e à ausência de chuvas, somada ao aumento do custo de produção (medicamentos e alimentação) e à maior demanda por parte das indústrias de laticínios foram os fatores que seguiram elevando o preço nos derivados de leite no varejo”, explicou o Dieese.

Além disso, a manteiga ficou mais cara em julho devido à desvalorização do real ante o dólar. Em resumo, parte da manteiga consumida no Brasil vem do exterior, cuja cotação ocorre em dólar. Isso quer dizer que, quanto mais alta estiver a cotação do dólar, mais cara a manteiga tende a ficar para o consumidor no país.

A saber, as capitais pesquisadas pelo Dieese são: Aracaju, Belém, Belo Horizonte, Brasília, Campo Grande, Curitiba, Fortaleza, Florianópolis, Goiânia, João Pessoa, Natal, Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro, Salvador, São Paulo e Vitória.

Leia também: Auxílio Brasil: veja os riscos do CRÉDITO CONSIGNADO

Avalie o Artigo:

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.