Prazo para contestar corte do auxílio residual de R$300 termina nesta sexta (18)

Sexta (18) é portanto o último dia para fazer a contestação desse corte do Auxílio Residual. Não precisa sair de casa para contestar

2

Termina nesta sexta-feira (18) o prazo para contestar o corte no Auxílio Residual de R$300. Essas pessoas devem se dirigir ao site oficial do Dataprev para fazer essa contestação. Quem não fizer agora, não poderá fazer depois.

Nesse grupo de pessoas estão aqueles que tiveram uma interrupção do benefício. Assim, se você recebeu uma ou mais parcelas do residual e depois teve um corte, você se encaixa nesse grupo. O prazo portanto acaba nesta sexta (18).

Os cortes aconteceram porque o Ministério da Cidadania, que responde pelo Auxílio, fez reavaliações de todos os benefícios a cada mês. Dessa forma, se um beneficiário conseguiu um emprego, por exemplo, ele perdeu o benefício.

Mas a lista de situações é de fato bem maior. Se o beneficiário passou a receber um auxílio previdenciário ou ainda se ele possui algum registro de óbito ele também tem uma interrupção no benefício em questão.

Acontece que em alguns casos o Ministério erra nessa reanálise. Por isso, pode ser que o corte aconteça sem que o beneficiário tenha mudado a situação. É por isso portanto que existe essa chance de contestar a decisão.

Além do Auxílio Residual

Outros grupos se encaixam em outras datas de contestação. Se você não recebeu nenhuma parcela de R$300, então você pode contestar até o dia 26 de dezembro. Já se você teve o corte ainda no benefício de R$600 por suspeita de irregularidade pode contestar até 20 de dezembro.

Se você teve o corte e recebe o Bolsa Família também pode contestar. Mas nesse caso o prazo vai desde o dia 12 de dezembro até o dia 29 de dezembro. Em todos os casos, a contestação acontece de maneira online pelo site do Dataprev.

Avalie o Artigo:

Sucesso na Internet:

2 Comentários
  1. |Sirlei Borges dos Santos Diz

    Como fica a situação de quem nao recebeu nenhuma parcela,esta em analise eterna, tem todos os requisitos e provou com documentos contestou,recebeu e-mail dizendo wue havia sido aprovada, vai à caixa e descobre que o juiz recorreu e entrou em analise novamente! É o caso de minha filha que está passando necessidades e nós os pais, somos aposentados e já não conseguimos ajudar mais. São dois netos de 5 e 1 ano de idade. Ela está desesperada e ficando doente pois não consegue entender porque não recebe se está desempregada paga o INSS com bicos que faz e que agora está ficando difícil vender. Ninguém faz gastos extras. Por favor, ela está esperando e-mail com uma resposta desde segunda feira. A DPU aprovou estava no site.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.