Por unanimidade, RS aprova projeto de Auxílio Emergencial estadual

Votação terminou em 53 a 0 na Assembleia Legislativa do Estado do Rio Grande do Sul. Agora, projeto avança de fase

0

A Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul aprovou por unanimidade o projeto que cria um Auxílio Emergencial para o estado. De acordo com as informações oficiais, a votação terminou em um 53 a 0. Todos os partidos apoiaram o projeto.

Esse é um projeto do próprio Governo do Estado. Por isso, o Governador Eduardo Leite (PSDB) foi um entusiasta da proposta. A oposição também decidiu não fazer muitas críticas já que o Auxílio era algo que eles próprios estavam pedindo.

De acordo com Leite, agora que o projeto passou pela aprovação, ele vai passar por uma série de outras fases. A próxima é criar uma plataforma de inscrição no programa. Ao contrário do Auxílio do Planalto, as pessoas poderão se inscrever na versão gaúcha do projeto.

Seja como for, o próprio Governador disse em entrevista que vai correr para que esse dinheiro esteja no bolso de quem precisa o mais rápido possível. Ele, aliás, deu até um prazo. De acordo com Leite, o dinheiro vai sair em, no máximo, 45 dias.

“O governo do Rio Grande do Sul está fazendo esse enorme esforço que, graças a todos os ajustes que fizemos e a todas as reformas que ajudaram a equilibrar nossas contas, o Estado não apenas honra seus compromissos, como agora pode dar esse passo para colocar mais de R$ 100 milhões do seu orçamento para esse auxílio emergencial gaúcho”, disse ele.

“Quero agradecer aos deputados pela sensibilidade e ao mesmo tempo pela responsabilidade, porque foi com apoio dos deputados na Assembleia que a gente tem conseguido garantir essas condições e pode fazer esse programa”, completou o Governador.

Auxílio gaúcho

De acordo com informações do Governo do Rio Grande do Sul, esse auxílio estadual vai principalmente para um grupo específico de pessoas. São eles: os trabalhadores dos setores de alimentação e alojamento, mulheres chefes de família, empresas e trabalhadores de eventos.

Leia Mais: Dependentes no Imposto de Renda não podem receber Auxílio

Leia Também:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.