Políticos e autoridades lamentam morte de Jô Soares

Candidatos à presidência da República, políticos e autoridades em geral usaram suas redes sociais para lamentar a morte de Jô Soares

0

O Brasil perdeu na madrugada desta sexta-feira (05) o apresentador, humorista, ator e escritor Jô Soares, que morreu aos 84 anos no Hospital Sírio-Libanês, que fica localizado na região central de São Paulo. Ele estava internado no local desde o final de julho.

A morte do comunicador, que foi apresentador do “Programa do Jô”, exibido na TV Globo de 2000 a 2016 e considerado por muitos um dos maiores humoristas do Brasil, foi revelada por sua ex-mulher, Flávia Pedra, que não revelou, no entanto, a causa do óbito.

De acordo com informações da “TV Globo”, tanto o velório quanto o enterro de Jô Soares serão reservados à família e amigos. A data e local para isso ainda não foram informados. A última aparição pública de Jô Soares havia sido registrada no ano passado, quando ele foi vacinado contra a Covid-19.

Morte de Jô Soares causa repercussão na política

Assim que a morte de Jô Soares foi revelada, candidatos à presidência da República, políticos e autoridades em geral usaram suas redes sociais para lamentar o fato. Um dos primeiros a se pronunciar foi o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

“Jô Soares foi um dos atores, autores, comediantes e entrevistadores mais talentosos da história do Brasil. Seus talentos e atividades eram tantos que desafiam categorias. Uma pessoa generosa que por anos conduziu entrevistas que foram um importante espaço de debate para o país”, publicou o petista.

Rodrigo Pacheco (PSD), presidente do Senado, também lamentou a morte e destacou que a trajetória do apresentador faz parte da cultura do país. “O Brasil perde Jô Soares, um dos maiores comunicadores de nossos tempos”, começou.

“Jô foi apresentador, humorista, diretor, escritor de livros e dramaturgo. Sua trajetória é parte da cultura brasileira. Meus sentimentos e solidariedade aos familiares, amigos, colegas e fãs”, concluiu o presidente do Senado e do Congresso Nacional.

Jô Soares
Candidatos à presidência da República, políticos e autoridades em geral usaram suas redes sociais para lamentar a morte de Jô Soares. (Foto: reprodução)

Candidato à presidência, Ciro Gomes (PDT) também lamentou a perda, dizendo que o Brasil acordou triste nesta sexta-feira, “com menos motivo para rir e menos ágil no pensar”. “Perdemos Jô Soares, uma das nossas maiores referências de inteligência, talento e humor. Descanse em paz querido Jô e receba, de todos nós, aquele carinhoso e agradecido beijo bem gordo”, publicou.

Ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luís Roberto Barroso também comentou sobre o fato e mandou seus sentidos à família do apresentador. De acordo com o ministro, o comunicador foi um dos símbolos de sua juventude.

“Jô Soares foi um dos símbolos da minha primeira juventude, com seu humor inteligente. Depois, tornou-se um culto e espirituoso entrevistador. Um dos grandes do nosso tempo. Fará imensa falta. Abraço afetuoso na família”, tuitou Barroso.

O presidente da República, Jair Bolsonaro (PL), também publicou em seu Twitter: “Independentemente de preferências ideológicas, Jô Soares foi uma grande personalidade brasileira que conquistou a todos com seu modo cômico de discutir assuntos profundos. Que Deus conforte a família e o acolha com a cordialidade que o próprio Jô recebia a todos”.

Avalie o Artigo:
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.