Polícia finaliza inquérito sobre acidente de Rodrigo Mussi

O motorista Kaique Reis não foi, no final das contas, indiciado por lesão corporal culposa

0

A Polícia Civil de São Paulo concluiu, nesta quarta-feira (4), o inquérito que apurava o acidente de Rodrigo Mussi, ocorrido em 31 de março deste ano. De acordo com o site G1, o motorista do veículo Kaique Reis foi imprudente, mas não foi indiciado por lesão corporal culposa.

Power Couple: Andreia tem crise de choro e se preocupa com Nahim

O delegado Júlio César dos Santos Geraldo, que presidiu as investigações, também concluiu que Kaique enfrentava um excesso de jornada de trabalho – que não foi fiscalizada pelo aplicativo. Segundo a polícia, ele não foi indiciado por lesão corporal culposa, já que esse é um crime de menor potencial ofensivo.

O inquérito, agora concluído, já está na Justiça e o Ministério Público deve se manifestar. Kaique responde ao processo em liberdade.

Relembre o acidente

O influencer de 36 anos estava internado no Hospital das Clínicas, em São Paulo, desde o dia 31 de março, em estado grave. Rodrigo Mussi passou por uma cirurgia no cérebro, onde foi colocado um catéter, para drenar a hemorragia. Ele também teve duas fraturas expostas na perna e passou por uma fixação externa no local.

O acidente ocorreu por volta de 3h da manhã da madrugada do dia 31 de março, na Marginal Pinheiros, próximo à Ponte Eusébio Matoso. O carro em que Mussi estava se chocou contra um caminhão após o motorista, provavelmente, dormir ao volante.

Kaique Reis, o motorista do veículo, foi autuado por ‘lesão corporal culposa’, ou seja, quando não há intenção de matar. Rodrigo estava sem o cinto de segurança, mas, ao contrário do que foi divulgado, ele não foi arremessado do carro e sim encontrado no banco de trás, consciente, mas sem conseguir falar.

Rodrigo recebeu alta no dia 28 de abril e segue em reabilitação intensiva na clínica Lucy Montoro.

 

Veja também: Carolina Ferraz é uma das cotadas para apresentar ‘Ilha Record’, afirma colunista

Avalie o Artigo:

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.