PM é linchado após suspeita de estuprar adolescente com síndrome de Down

O pai saiu para ir ao mercado e pediu para o policial cuidar de sua filha. Ao retornar, o pai encontrou a filha nua com o suspeito, dentro de um quarto

2

Um grupo de pessoas se juntou a fim de agredir um agente da Polícia Militar Rodoviária (PMR) suspeito de ter estuprado uma adolescente com síndrome de Down no domingo (21), em Itapetininga, cidade localizada no interior de São Paulo.

Leia também: MP quer prisão de técnica que fingiu aplicar vacina no Rio de Janeiro

De acordo com o boletim de ocorrência, o policial, que estava de folga, foi flagrado em uma chácara pelo pai e vizinhos da vítima, que o lincharam. Ainda de acordo com o documento, por conta das agressões, o policial precisou ser internado em um hospital da região.

Já a garota, foi encaminhada para um hospital de Sorocaba, também no interior de São Paulo, onde passou pelo exame de corpo de delito, que servirá para comprovar se a adolescente foi ou não abusada pelo agente.

Policial era conhecido da família 

No boletim de ocorrência, consta que o policial e o pai da vítima eram conhecidos. Ainda segundo o documento, eles estavam fazendo um churrasco na chácara. Em determinado momento, o pai da adolescente precisou ir no mercado. Sendo assim, ele deixou a jovem com o policial e se dirigiu até o estabelecimento.

Ao retornar, o pai notou que a filha e o policial não estavam na área comum da chácara, que era onde eles estavam anteriormente. Dessa forma, ele foi procurar os dois, até que entrou em um quarto e se deparou com a filha nua com o suspeito no local.

Depois de ver a cena, o pai pediu a ajuda de vizinhos, que o auxiliaram na “tarefa” de agredir o agente. De acordo com a PM, agentes da corporação foram acionados para atender a ocorrência e o caso foi registrado na delegacia da cidade – o pai nem os vizinhos foram presos.

Curta nossa página no Facebook e siga-nos no Instagram para acompanhar todas as notícias!

Leia Também:

2 Comentários
  1. […] Leia também: PM é linchado após suspeita de estuprar adolescente com síndrome de Down […]

  2. […] em que um morador de Fernandópolis, em São Paulo, é baleado por um agente da Polícia Militar (PM). Nas imagens, é possível ver que, antes de ser baleado, o homem, de 41 anos, se envolveu em uma […]

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.