PM de SP prende homem que fraudava saque do auxílio emergencial

Aos policiais, o suspeito de 21 anos teria confessado que fazia os saques de auxílio emergencial em troca do aluguel de um apartamento.

0

No último sábado (27), a Polícia Militar de São Paulo prendeu um homem acusado de fraudar o saque do auxílio emergencial na zona norte da cidade.

O homem foi preso depois que policiais militares faziam um patrulhamento pela região.

Enquanto saia da agência, o homem avistou os policiais, ficou nervoso e correu em direção a um carro, com intuito de fugi.

Durante a abordagem, foram encontrados R$ 600 em espécie, mais de 10 cartões bancários, além de diversos extratos bancários e senhas com CPFs de vítimas.

Aos policiais, o suspeito de 21 anos teria confessado que fazia os saques de auxílio emergencial em troca do aluguel de um apartamento.

No interrogatório ele se limitou a contar que o acordo foi feito com um homem, que mora na região central da capital, para quem ele devia um dinheiro.

O caso foi registrado na Superintendência da Polícia Federal, na Lapa, zona oeste da capital.

Agência já tinha sido vítima de bandidos

PM de SP prende homem que fraudava saque do auxílio emergencial
PM de SP prende homem que fraudava saque do auxílio emergencial – Foto: PM SP

Segundo os policiais, é a terceira vez no mês de junho que a agência da Caixa Econômica Federal, localizada na avenida Deputado Emílio Carlos, número 2.100, no Limão, é alvo desse tipo de crime.

Em 9 de junho, dois homens também foram presos na mesma agência com R$7.845 em dinheiro, além de máquinas de cartão, um cartão de crédito e dois celulares.

Na ocasião, segundo a Polícia Militar, ao notar a presença de uma viatura, Samuel Rezende de Jesus Melo tentou fugir em um carro e Clayson Martins Pereira em uma moto.

No entanto, policiais da 2ª Companhia do 9° Batalhão, conseguiram fazer a abordagem.

Ambos confessaram os saques indevidos e tentaram subornar os policiais para não serem presos, mas acabaram detidos.

Dois homens foram presos em flagrante com R$ 3.051,00 em dinheiro, R$ 7.800,00 em comprovantes de transferências bancárias e seis cartões clonados.

Um dos suspeitos tinha 32 anos e o outro tinha 64 anos, além de possuir antecedentes criminais.

Durante a abordagem, eles confessaram o crime de estelionato.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.