Plano SP: Mesmo com alta nos casos de Covid-19, Doria não descarta ampliar flexibilização no estado

Número de óbitos registrou leve queda no estado

1

Após uma semana de queda, o estado de São Paulo voltou a registrar alta no número de casos confirmados de Covid-19. Já o índice de internações estabilizou, enquanto o de mortes teve leve queda. Com isso, o governador João Doria (PSDB) não descarta anunciar a ampliação da flexibilização do Plano SP nesta sexta-feira (7).

Em tom otimista, durante coletiva de imprensa no Palácio dos Bandeirantes na tarde de hoje (5), Doria afirmou que traria “boas notícias” sobre os indicadores da pandemia em São Paulo. No entanto, de acordo com a Secretaria Estadual da Saúde, o número de casos subiu para 12.887 na última semana, o que representa aumento de 2,5% em comparação à semana anterior.

Médias diárias de casos, internações e mortes desde o último domingo (2) em São Paulo. Imagem: Divulgação/Governo do Estado de São Paulo

 

“Eu devo dizer baseado nas informações do Centro de Contingência que estamos otimistas com relação à evolução do processo. Evolução positiva do Plano SP, migrando talvez para uma fase menos restritiva, mas só teremos a confirmação definitiva de fato na sexta-feira.”, afirmou João Doria.

O aumento no número de casos foi registrado cerca de duas semanas após a entrada de todo estado na “fase de transição” do Plano SP. Na semana passada, pela primeira vez em quase dois meses, houve queda em todos os indicadores da pandemia.

Paulo Menezes, coordenador do Centro de Contingência, diz que o aumento de casos pode estar relacionado ao represamento das notificações durante o feriado de Tiradentes, no dia 21 de abril. “Posso dizer que o fato de haver um aumento ainda requer um exame mais profundo porque existe o atraso das notificações de caso”, afirmou.

Número de mortes por Covid-19 registra leve queda em SP

Após trajetória de queda por quatro semanas, o número de novas internações por Covid-19 estabilizou em pouco mais de 2 mil internações diárias. Os óbitos causados pela doença caíram 1,3%, para 628 mortes por dia.

De acordo com o governo paulista, a taxa de ocupação de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) é de 78,3% no estado e 76,4% na Grande SP. Entre março e abril, a taxa passou de 90%. Hoje, ao todo, 10.235 pacientes estão internados na UTI, enquanto no dia 1° de abril eram mais de 13 mil.

“Esses indicadores dessa semana simplesmente mostram que houve uma redução na queda que estávamos apresentando. Eles indicam para que a população entenda que estamos ainda no enfrentamento de uma situação muito grave”, disse João Gabbardo, coordenador-executivo do Centro de Contingência.

Veja Também:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.