PF resgata marinheiros em situação análoga a de escravo

Ao resgatar os dois marinheiros, a PF constatou que eles estavam trabalhando e vivendo em uma situação degradante

0

Uma ação da Polícia Federal (PF), deflagrada juntamente com Auditores do Trabalho, apurou uma denúncia de condições análogas a de escravo no interior de um navio fundeado na Baía de Guanabara, no Rio de Janeiro. Em nota, a PF relatou que a ação foi executada na quarta-feira (24) e culminou no resgate de dois marinheiros que estavam trabalhando e vivendo em uma situação, segundo a corporação, degradante na embarcação.

Ainda de acordo com a Polícia Federal, depois que foram resgatados, os dois marinheiros foram levados pelos Auditores do Trabalho até uma sede da instituição. Por lá, eles foram ouvidos e, na sequência, encaminhados para hotéis, onde aguardarão as demais providências.

Por fim, a Polícia Federal informou que, agora, a empresa responsável pela embarcação e pelos marinheiros será autuada pela fiscalização do trabalho. “Após a autuação, será enviado, à Polícia Federal, o relatório de fiscalização, visando à instauração de inquérito policial para apurar os fatos”, finalizou a corporação.

Ao resgatar os dois marinheiros, a PF constatou que eles estavam trabalhando e vivendo em uma situação degradante.
Ao resgatar os dois marinheiros, a PF constatou que eles estavam trabalhando e vivendo em uma situação degradante. (Foto: reprodução)

Outra operação da PF

O resgate aos marinheiros não foi a única operação da Polícia Federal no estado do Rio de Janeiro. Isso porque, também na quarta, a entidade deflagrou, juntamente com a Agência Nacional de Telecomunicaçõe (Anatel), uma ação no município de Campos dos Goytacazes.

De acordo com a Polícia Federal, a operação teve por objetivo investigar o desenvolvimento clandestino de atividades de telecomunicações. Na ação, os policiais cumpriram quatro mandados de busca e apreensão e ainda prenderam duas pessoas.

Três desses mandados foram executados na própria cidade de Campos dos Goytacazes. Já o outro foi cumprido em Bom Jesus de Itabapoana, município também carioca. Por lá, foram desativadas cerca de sete rádios clandestinas e realizadas as duas prisões, ambas em flagrante.

Leia também: PF deflagra duas ações contra o tráfico internacional de drogas

Avalie o Artigo:

Está "bombando" na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.