PF deflagra operação visando combater a disseminação de pornografia infantil na internet

Segundo a PF, o homem é suspeito de armazenar conteúdos de abuso sexual infanto-juvenil em um serviço de armazenamento de dados em nuvem

0

A Polícia Federal (PF) deflagrou nesta terça-feira (25) uma operação que teve como intuito combater a disseminação de pornografia infantil na internet. De acordo com a entidade, agentes da corporação foram às ruas com o objetivo de cumprir um mandado de busca e apreensão na cidade de Tubarão, em Santa Catarina.

Em nota, a corporação relatou que as investigações que culminaram na ação em questão começaram depois que a National Center for Missing and Exploited Children (NCMEC) apresentou relatórios informando que um usuário estava armazenando conteúdo sexual de pessoas menores de idade.

“A organização reportou o armazenamento de conteúdo alusivo a abuso sexual infanto-juvenil na conta de um usuário de serviço de armazenamento de dados em nuvem”, revelou a PF, informando ainda que, com o passar das investigações, constatou-se que essa pessoa era um homem de 32 anos que vive em Tubarão.

Quando chegaram na residência do suspeito, os agentes da Polícia Federal, com o mandado judicial em mãos, apreenderam itens como os equipamentos de informática, celulares e mídias de armazenamento do acusado, que não teve seu nome revelado.

“Todo o material apreendido será submetido a perícia, com foco na comprovação do crime investigado, identificação de possíveis abusadores sexuais e suas vítimas, bem como na busca de informações que possam indicar o envolvimento do suspeito com os crimes de produção de pornografia infantil e estupro de vulnerável”, detalhou o órgão federal.

Caso seja comprovado o crime de posse e armazenamento de arquivos de pornografia infantil, o homem, levando em conta o que estabelece o Estatuto da Criança e do Adolescente, pode ser punido com uma pena de até quatro anos de prisão.

Por fim, a PF explicou que a ação desta terça teve como objetivo auxiliar forças tarefas internacionais na luta pela erradicação de materiais contendo cenas de abuso e exploração sexual infantil na internet.

Itens apreendidos por agentes da Polícia Federal na casa do suspeito.
Itens apreendidos por agentes da Polícia Federal na casa do suspeito. (Foto: reprodução)

Outra ação da PF

Além da operação em Tubarão, a PF também deflagrou uma com o mesmo intuito na cidade de Campinas, no interior de São Paulo. Por lá, os agentes cumpriram um mandado de busca e apreensão na casa de um homem que não teve sua identidade e nem a idade revelada.

De acordo com a entidade, para chegar ao suspeito, a corporação contou com a ajuda o Serviço de Repressão aos Crimes de Ódio e à Pornografia Infantil na Internet da Polícia Federal (SERCOPI), que sinalizou que o suspeito estava armazenando itens relacionados ao abuso infantil.

Assim como no primeiro caso, os agentes apreenderam vários itens de informática. Esses aparelhos serão periciados e, caso seja comprovado o cometimento de algum crime, o suspeito deve acabar parando atrás das grades.

Leia também: Acusado de ‘maior caso de corrupção na Bolívia’ é preso em MS

Avalie o Artigo:

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.