PF deflagra duas ações contra o tráfico internacional de drogas

De acordo com a PF, as operações foram deflagradas juntas por conta da existência de investigados em comum

0

 A Polícia Federal (PF) deflagrou nesta quinta-feira (25), ao mesmo tempo, duas operações que tiveram por objetivo desarticular o tráfico de drogas internacional e também o desvio de capitais. Segundo a corporação, a Receita Federal também participou das ações,

Em nota, a PF relatou as investigações tiveram início com a abordagem e fuga do líder da organização criminosa no posto de imigração fronteiriço entre Corumbá, no Mato Grosso do Sul, e o país vizinho Bolívia.

“Foi encontrada em sua posse uma extensa contabilidade criminosa, dez aparelhos celulares e documento falso que, após análises, demonstraram o envolvimento do líder da organização criminosa com o tráfico internacional de cocaína através de aeronaves”, relatou a entidade.

Ainda conforme a Polícia Federal, a fase sigilosa da ação começou em fevereiro de 2019, quando a entidade apreendeu quase meia tonelada de cocaína em uma aeronave vinda da Bolívia, o que fez com que diversos suspeitos fossem identificados.

Foram essas identificações que culminaram na operação de quinta, onde quase 40 policiais deram o cumprimento a quatro mandados de prisão e nove de busca e apreensão nas cidades de:

  • Campo Grande e Dourados, no estado do Mato Grosso do Sul;
  • Em Atibaia, no estado de São Paulo;
  • Em Bento Gonçalves, no Rio Grande do Sul;
  • E em Foz do Iguaçu, no Paraná.

Não suficiente, foi determinado o sequestro de um imóvel de luxo, diversos veículos e duas aeronaves.

A outra operação da PF

A outra ação da Polícia Federal foi iniciada para apurar as atividades de grupo dedicado ao tráfico internacional de entorpecentes a partir da cidade de Amambai, no Mato Grosso do Sul, onde os agentes encontraram cerca de 220 quilos de maconha.

“Realizada a análise dos dados bancários e fiscais dos investigados em conjunto com o Núcleo de Pesquisa e Investigação da Receita Federal no Mato Grosso do Sul, foi possível aferir a participação de diversas pessoas e empresas na movimentação e ocultação de valores do grupo criminoso”, informou a PF.

Com as informações das diligências, a Justiça expediu nove mandados de busca e apreensão e um de prisão nas cidades, cumpridos em Campo Grande, no Mato Grosso do Sul e em Goiânia, Goiás. Por fim, a entidade ainda relatou que as investigações tramitaram junto à Justiça Federal em Corumbá e Campo Grande e foram deflagradas juntas por conta da existência de investigados em comum.

Leia também: Homem é morto após ser filmado beijando uma criança em MS

Avalie o Artigo:

Está "bombando" na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.