Pesquisa do DIEESE revela que salário deveria ser 5x maior

1

O DIEESE (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos) divulgou no dia 11 de janeiro o resultado da Pesquisa Nacional da Cesta Básica de Alimentos referente ao mês de dezembro e, também, do ano de 2020.

Segundo a pesquisa do mês de dezembro, o trabalhador brasileiro precisa de, no mínimo, 453,16 reais para comprar uma cesta básica para alimentar um adulto. Para realizar a pesquisa o DIEESE leva em conta a alimentação essencial de um trabalhador adulto e a cesta contém 13 variedades de produtos alimentícios, como arroz, óleo e feijão.

Dados da pesquisa do DIEESE

Devido a pandemia do coronavírus, a pesquisa não está sendo realizada presencialmente em 15 capitais, quais sejam Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Natal, Salvador, Florianópolis, João Pessoa, Aracaju, Vitória, Curitiba, Campo Grande, Goiânia, Porto Alegre, Recife, Fortaleza, Belém e Brasília. Apenas em São Paulo a tomada foi realizada in loco.

De acordo com o dados levantados em 2020 pelo DIEESE, o custo da cesta básica aumentou em todas as capitais pesquisadas, sendo que as maiores altas foram em Salvador (32,89%) e Aracaju (28,75%). Já, a menor alta aconteceu em Curitiba (17,76%).

Levando os valores da tomada de preços em conta e analisando-os junto com o valor do salário mínimo de 2020, chega-se a conclusão que o trabalhador gasta de 45% a 65% dos rendimentos para comprar uma cesta básica.

O DIEESE revelou que para suprir as necessidades básicas de uma família composta por 2 adultos e 2 crianças o salário mínimo necessário seria 5 vezes maior. Ou seja, R$5.304,90.

Ainda de acordo com a tomada de preços do DIEESE, concluiu-se que o valor da maior cesta básica é de R$631,46 na capital do estado de São Paulo e o menor valor é R$453,16 em Aracaju. Sendo que a banana (8,46%), o açúcar refinado (6,50%), o arroz (4,57%), o óleo de soja e a carne bovina foram alguns produtos que tiveram alta.

Para comprar uma cesta básica o trabalhador precisa cumprir uma jornada de 132 horas e 56 minutos por mês. Ainda sim, o salário mínimo não seria o suficiente para suprir todas as necessidades básicas, como moradia, vestuário, educação e lazer.

Para acompanhar as pesquisas do DIEESE e ficar por dentro das notícias do Brasil e do mundo, siga nossa página do Facebook .

Leia Também:

1 comentário
  1. […] também: – Pesquisa do DIEESE revela que salário deveria ser 5x maior – Polícia investiga grupos que cobram por lugar na fila do Auxílio […]

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.