PEC Emergencial deve congelar salários de servidores por dois anos

De acordo com informações da imprensa, texto da minuta da PEC diz que o corte de gastos vai afetar principalmente os servidores públicos

1

O Governo está prestes a anunciar os detalhes da prorrogação do Auxílio Emergencial. Os pagamentos irão ajudar milhões de pessoas que estão sem renda neste momento. Mas isso tem um preço. E quem vai pagar com mais força são os servidores públicos.

De acordo com informações da imprensa, o texto da minuta da PEC Emergencial prevê congelamento de salário. Estamos falando dos salários dos servidores públicos. O congelamento duraria por dois anos.

Vale lembrar que hoje o Brasil já tem esse congelamento por causa de um socorro financeiro que a União deu em 2019. Seja como for, em caso de aprovação do texto, esse congelamento duraria por mais dois anos além desses atuais.

Mas não é só isso. A PEC também exige que a União, os estados e os municípios não realizem mais concursos públicos neste momento. Exceto em situações muito específicas. Mas o fato é que teríamos uma diminuição nos concursos de um modo geral.

E isso porque a ideia central é diminuir drasticamente a contratação de servidores neste momento. O Governo quer fazer de tudo para cortar os gastos públicos nesta área. Só não dá para saber se eles irão conseguir aprovar esse texto no Congresso.

Gastos com servidores

O Presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), disse que esse texto vai entrar em votação já na próxima quinta-feira (25). Por isso, é provável que ele passe por modificações até a possível aprovação do seu conteúdo.

Em caso de aprovação, o texto não garante a prorrogação do Auxílio Emergencial. Ele é só o primeiro passo de toda essa história. É que depois dele, o Governo vai ter que lançar um outro texto que garanta os pagamentos para a população mais vulnerável.

Leia Também:

1 comentário
  1. […] PEC Emergencial deve congelar salários de servidores por dois anos […]

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.