Para receber as novas parcelas do Auxílio será preciso fazer inscrição?

Governo deverá conceder pagamento extra a quem já está recebendo o benefício

2

A prorrogação do auxílio emergencial está batendo na porta dos beneficiários. Isso porque o ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou no início dessa semana que o governo poderá prorrogar o benefício e, assim, aumentar a quantidade de parcelas.

No entanto, a fala gerou diversas dúvidas aos beneficiários e pessoas que não estão recebendo o benefício, principalmente no que diz respeito a como as parcelas extras serão definidas. Assim sendo, haverá inscrição para novos beneficiários ou para quem já está participando do programa? Saiba agora mesmo.

Para receber as novas parcelas do auxílio emergencial é preciso fazer inscrição? Saiba agora mesmo
Para receber as novas parcelas do auxílio emergencial é preciso fazer inscrição? Saiba agora mesmo – Imagem: Divulgação UOL

Prorrogação do auxílio emergencial terá período de inscrição?

Ao que tudo indica, não. O governo não tem falado sobre prazo de inscrição para o repasse das novas parcelas. Na verdade, embora o chefe do setor econômico tenha falado sobre a prorrogação, o governo não se manifestou formalmente sobre o assunto.

Desse modo, é provável que quando aconteça o lançamento oficial das novas parcelas, os beneficiários que já estão incluídos no programa sejam contemplados, desde que atendam aos critérios de elegibilidade.

Assim sendo, a inscrição para novos beneficiários segue sendo uma questão indefinida, por enquanto. No entanto, a tendência é que o governo apenas prorrogue o auxílio para quem já está recebendo; ou seja, não haveria uma nova rodada de cadastros.

Isso porque o governo já adotou esse critério para as quatro parcelas de 2021, uma vez que somente os beneficiários que haviam sido aprovados nos cadastros feitos ainda em 2020 foram aprovados para o repasse desse ano.

Se confirmada, como a prorrogação acontecerá

A prorrogação do auxílio emergencial ainda não foi confirmada, pois o governo não divulgou uma proposta oficial e nem encaminhou as alterações legais que dizem respeito a ampliação do programa.

Dessa forma, a população aguarda pela confirmação e eventuais mudanças. Até agora, espera-se que o governo continue repassando o benefício nos moldes atuais; isto é, com o mesmo valor das cotas e seguindo os cronogramas específicos para os grupos participantes.

Além disso, as parcelas poderão ser pagas até outubro, segundo o que Paulo Guedes afirmou quando disse a prorrogação deverá ser por mais “dois ou três meses”. Com as quatro parcelas que já estavam confirmadas, o auxílio emergencial teria, portanto, até sete parcelas. Nesse mês acontecerá o repasse da terceira parcela.

Veja ainda: Prorrogação do auxílio emergencial 2021: como os pagamentos poderão ser feitos

Acompanhe as notícias do Brasil123, clique aqui.

Veja Também:

2 Comentários
  1. SUELI APARECIDA HANSHKOV DOS SANTOS Diz

    Naao peguei o meu auxílio este ano porque a minha filha mora no mesmo endereço que eu mais eu tenho a minha vida ela mora na frente e eu moro no fundo aí voi poroso eu estou sem receber eu estou passando muita nesecidade estou sem serviço

    0
    0
  2. Hellen Diz

    Triste pois muitos perderam o emprego este ano 😞

    0
    0
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.