Papai Noel visita lar de idosos, espalha Covid-19 e provoca 18 mortes

De acordo com as informações, 121 moradores e 36 funcionários foram infectados no começo de dezembro, no asilo localizado na Antuérpia, maior cidade da região de Flandres, na Bélgica

1

Em ano de pandemia, nem mesmo o Papai Noel está distribuindo bons presentes. Na Bélgica, ele foi tentar alegrar as pessoas que vivem em um lar de idosos, mas, acabou provocando a morte de 18 velhinhos. Isso porque o Papai Noel estava com Covid-19 e acabou infectando um tanto considerável de indivíduos.

Leia também: Vacinação chega à cidade italiana que teve primeiro caso de covid no Ocidente

De acordo com as informações, 121 moradores e 36 funcionários foram infectados no começo de dezembro no asilo, localizado na Antuérpia, maior cidade da região de Flandres, na Bélgica. O Papai Noel sentiu os sintomas da Covid-19 três dias após a visita. Depois disso, ele testou positivo para o vírus, obrigando a casa de idosos testar os moradores.

Fotos do encontro mostram que nem todos os moradores estavam usando máscaras e que o Papai Noel e os seus ajudantes não respeitaram a distância de 2 metros dos idosos na confraternização. Mesmo assim, de acordo com um dos principais virologistas da Bélgica, Marc Van Ranst, da universidade KU Leuven, dificilmente foi ele quem infectou todos os velhinhos.

Sendo assim, a principal suspeita é de que tenha havido outros episódios de negligência que podem ter ajudado para o alto número de mortes e infectados no lar dos vovôs.

covid-19
Fotos do encontro mostram que nem todos os moradores estavam usando máscaras e que o Papai Noel e os seus ajudantes não respeitaram a distância mínima para idosos. (Foto: reprodução)

União Europeia começa vacinação contra a Covid-19

Começou neste domingo (27) a campanha de vacinação contra a Covid-19 nos países da União Europeia. Nesta primeira etapa da campanha, moradores de asilos e profissionais de saúde serão os primeiros a receber a imunização.

Somados, os 27 países do bloco têm cerca de 450 milhões de habitantes. A União Europeia firmou contrato com diversos fornecedores, somando mais de 2 bilhões de doses. A meta é vacinar todos os adultos em 2021.

Avalie o Artigo:

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.