Pais de vítima de “tragédia de Mariana” vão receber indenização milionária

Decisão de um tribunal de Justiça do Trabalho aponta para o pagamento de R$700 mil para cada um dos país dessa vítima

0

Os pais de uma vítima da tragédia de Mariana em 2015 vão receber uma indenização milionária após decisão da Justiça do Trabalho. De acordo com as informações oficiais, eles irão receber 1,4 milhão de reais.

Cada um dos dois vai receber 700 mil reais. Esse é o montante do pagamento das empresas Vale, Samarco, BHP e Compass Minerals. A 4ª Turma do Tribunal Regional do Trabalho (TRT-SP) decidiu que elas seriam culpadas pelo que ocorreu.

Esse pagamento vai acontecer justamente porque se considerou que esses pais eram dependentes econômicos da vítima. Ou seja, eles estariam desamparados diante do que ocorreu na tragédia. Isso foi importante para a decisão final.

Na primeira instância, o casal ganhou o direito de receber uma indenização no valor de R$500 mil cada um. Mas isso mudou logo depois que a Vale fixou um acordo de pagar R$700 mil para os familiares de vítimas fatais da tragédia de Brumadinho, que aconteceu anos depois.

Ou seja, a desembargadora Maria Isabel Cueva Moraes considerou o fato de que esses dois valores não poderiam ser diferentes. Isso porque as tragédias se assemelham em diversos pontos. Assim, o valor dessa indenização acabou crescendo.

Tragédia de Mariana

A magistrada decidiu também pelo pagamento de uma pensão de equivalente a dois terços do salário da vítima. Isso considerando o valor do salário atual da pessoa que ficou no lugar da vítima. Esse valor no entanto não será vitalício.

Pela regra, é uma quantia paga até o ano em que a vítima completaria 75 anos. Ou seja, na prática, muito provavelmente esse valor vai ser entregue de maneira vitalícia para os seus pais. A empresa, no entanto, pode recorrer da decisão no Tribunal Superior do Trabalho (TST).

O caso está em julgamento pela Justiça do trabalho de São Paulo porque a vítima trabalhava na capital paulista. Ele foi para Mariana apenas para realizar um trabalho pontual. Ele foi uma das 19 vítimas fatais da tragédia.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.