Pablo Marçal afirma que não vai desistir de sua candidatura após Pros anunciar apoio a Lula

Pablo Marçal foi anunciado como candidato do PROS no último domingo. Todavia, uma reviravolta na sigla fez com que o partido anunciasse apoio a Lula

0

Pablo Marçal, coach e influenciador digital que é candidato à presidência pelo PROS, afirmou na noite desta quarta-feira (03), em entrevista coletiva, que não irá desistir de sua candidatura mesmo após seu partido ter anunciado que vai apoiar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Pablo Marçal foi anunciado como candidato pelo partido em uma convenção realizada no último domingo (24). Todavia, nesta terça, o partido anunciou que vai apoiar Lula, já no primeiro turno. Essa reviravolta aconteceu porque a presidência do partido saiu das mãos de Marcus Holanda e voltou para Eurípedes Júnior após uma decisão tomada por Jorge Mussi, ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ).

A expectativa do Pros é realizar uma convenção nesta sexta-feira (05). Por conta disso, Pablo Marçal prometeu nesta quarta que pretende levar o caso ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE). “Não tem prazo legal para eles fazerem isso. Não existe isso”, disse o candidato.

O prazo referido por Pablo Marçal é o que consta no estatuto do Pros, que afirma que, para que alguma convenção seja marcada, é necessário a publicação de um documento avisando o evento. Isso, dez dias antes de ele acontecer. Tal fato não é possível, pois as convenções só podem acontecer até a próxima sexta.

“Se eles quiserem fazer qualquer manobra, eu estarei lá presente, eu vou levar algumas pessoas lá e um mandado de segurança na mão. […] Tem CNPJ e tá lá no TSE meu nome, tá na mão do Alexandre de Moraes”, disse o candidato, que ainda criticou Lula. “Alguém que está liderando as pesquisas preocupado com um candidato nanico? O que ele quer com meus 17 segundos de propaganda?”, questionou o influenciador.

Pablo Marçal
Pablo Marçal foi anunciado como candidato do PROS no último domingo. Todavia, uma reviravolta na sigla fez com que o partido anunciasse apoio a Lula (Foto: reprodução)

Somente a convenção pode retirar a candidatura de Pablo Marçal

Em entrevista ao canal “CNN Brasil”, Alberto Rollo, que é especialista em Direito Eleitoral, afirmou que somente a convenção pode retirar a candidatura de Pablo Marçal. Segundo ele, caso uma nova convenção não possa ser realizada ou não tenha validade, a candidatura do influenciador não pode ser retirada.

Apesar disso, Pros e PT se mostram confiantes. Conforme mostrou o Brasil123, foi o PT que anunciou a parceria com o partido e ainda lembrou que a legenda apoiou a candidatura de Dilma Rousseff em 2014 e a de Fernando Haddad em 2018.

Avalie o Artigo:

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.