Oceania e parte da Ásia celebram o Ano Novo em festas mais vazias e silenciosas

1
Ano novo na Oceania
A Austrália foi uma das primeiras nações a receber 2021, porém com uma celebração mais modesta. Em anos anteriores, 1 milhão de pessoas lotavam os arredores da Sydney Harbour Bridge  (Reprodução: TGCOM 24)

Esta véspera de Ano Novo, nesta quinta-feira (31) é celebrada como nenhuma outra. As restrições impostas por causa da pandemia limitam multidões e muitas pessoas se despedem de um ano que preferem esquecer. Já é 2021 na Oceania e parte da Ásia.

A Austrália foi uma das primeiras nações a tocar em 2021 por causa de sua proximidade com a Linha Internacional de Data. 

Nos últimos anos, 1 milhão de pessoas lotaram o porto de Sydney para assistir a fogos de artifício que se concentram na ponte Sydney Harbour Bridge. Contudo, neste Réveillon a maioria assistiu pela televisão respeitando o pedido das autoridades para ficar em casa. Os dois estados mais populosos do país lutam para conter novos surtos de covid-19.

A polícia cercou o porto, fechou parques populares e casas noturnas famosas. As autoridades cancelaram uma exibição de fogos de artifício às 21h de quinta-feira (31), mas substituíram por um show pirotécnico mais curto, de sete minutos, na hora da virada.

Por outro lado, a Nova Zelândia, que está duas horas à frente de Sydney, e várias  ilhas vizinhas do Pacífico Sul não têm casos de covid-19. Por isso, as comemorações de Ano Novo são as mesmas de sempre, relatam as mídias locais.

Ano novo na Ásia

Na China, a celebração do Ano Novo Lunar acontece em fevereiro de 2021. Em geral, vem antes do Ano Novo Solar, em 1º de janeiro. Embora as celebrações do feriado ocidental tenham se tornado mais comuns nas últimas décadas, este ano será mais silencioso. 

Em toda a China, às 21h chega às 13h no horário de Brasília. Pequim realiza uma cerimônia de contagem regressiva com apenas alguns convidados, enquanto cancelou outros eventos planejados. Além disso, as temperaturas noturnas caindo para -15°C desencorajam as pessoas de saírem de casa.

Com o mesmo horário da China, Taiwan faz uma celebração de Ano Novo usual, com a exibição de fogos de artifício na icônica torre da capital, Taipei. Da mesma forma, a cerimônia de hasteamento da bandeira em frente ao prédio da Presidência na manhã do novo ano está confirmada. Porém, há um limite no número de funcionários do governo e convidados. 

Isso porque um viajante recém-chegado a Taiwan foi infectado com a nova variante do coronavírus. A ilha asiática tem uma história de sucesso na pandemia. Taiwan, registrou apenas sete mortes e 700 casos confirmados de covid-19, desde que a crise sanitária começou.

Leia também: Taiwan registra primeiro caso de covid após 253 dias

Avalie o Artigo:

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.