O que falta para que a prorrogação do auxílio emergencial 2021 ser confirmada? Saiba mais

Proposta formal deve ser feita após medidas legais serem realizadas

0

Os beneficiários do auxílio emergencial 2021 esperam por novas atualizações sobre a prorrogação do benefício. A possibilidade foi afirmada nessa semana pelo chefe do setor econômico, Paulo Guedes. No entanto, embora o anúncio tenha sido feito, o Governo Federal ainda não se posicionou formalmente sobre o aumento na quantidade de parcelas e demais questões relacionadas.

Assim sendo, confira o que se sabe até o momento sobre o assunto e o que falta para que a prorrogação seja realmente confirmada, pois os aspectos legais e burocráticos devem ser atendidos para que só então a prorrogação seja formalmente anunciada.

O que falta para a prorrogação do auxílio emergencial 2021 ser confirmada? Saiba mais
O que falta para a prorrogação do auxílio emergencial 2021 ser confirmada? Saiba mais – Imagem: Divulgação UOL

Auxílio emergencial 2021: o que falta para a prorrogação do benefício ser confirmada?

Na última terça-feira (08), o ministro da Economia, Paulo Guedes, sinalizou que o auxílio emergencial 2021 será prorrogado. Inicialmente, o programa de apoio aos mais vulneráveis socialmente estava previsto para ter apenas quatro parcelas, pagas de abril a julho, mas depositadas na conta dos beneficiários até agosto deste ano, visto as categorias diferenciadas.

Dessa forma, com o avanço da pandemia e uma provável terceira onda de infecção, o governo se prepara para organizar o pagamento das parcelas extras, porém ainda sem definições formais.

Assim sendo, o que falta para a prorrogação do auxílio emergencial 2021 ser confirmada? A prorrogação do benefício precisa estar prevista em lei. A tendência é que a proposta venha do Governo Federal, com o aval do Ministério da Economia e do presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

Entretanto, a proposta formal ainda não existe. Além disso, o Congresso Nacional pode tomar a iniciativa de prorrogar o auxílio e até aumentar o valor das parcelas. Porém, o projeto teria dificuldade em prosperar sem apoio da base aliada.

Portanto, questões legislativas devem ser definidas para que o governo anuncie a prorrogação. Antes da aprovação de um novo projeto e elaboração legal, as parcelas extras não existem e a informação não pode ser repassada.

Contudo, a pressão popular e da oposição certamente vão contar para que a prorrogação seja confirmada. Ademais, é possível que os valores sejam modificados caso o governo aceite uma das diversas propostas em tornar o auxílio emergencial 2021 mais robusto, semelhante a como ocorreu em 2020.

Veja ainda: Governo ainda não apresentou proposta formal sobre a prorrogação do auxílio emergencial; confira

Acompanhe as notícias do Brasil123, clique aqui.

Veja Também:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.