Petrobras pagará aluguel maior que o valor de venda dos gasodutos

1

O governo Bolsonaro realizou a venda da Transportadora Associada de Gás S.A. (TAG), pertencente a Petrobras,  pelo valor de R$ 36 bilhões. A partir de agora, a estatal deve começar a pagar pelo aluguel do local, o que deve render a retirada dos cofres de, no mínimo, R$ 3 bilhões. Tecnicamente, esse valor será gasto – se não aumentar o preço cobrado – em 12 anos. 

O site de análise Peraria argumenta que não faz sentido vender algo para continuar utilizando e pagando aluguel. “A Petrobras é como o dono da casa. Ela construiu toda a malha de gasodutos e para utilizar o que construiu paga um aluguel”, é o que diz o economista Cloviomar Cararine, membro do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese). 

O governo planeja não a privatização completa mas em parcelas. Um dos principais focos deste ano é a Eletrobras, responsável pela produção de energia elétrica. Em 2020, ela teve o lucro de R$6,387 bilhões e foi 42,9% inferior a  R$11,133 bilhões registrados em 2019.

Quais os argumentos para a privatização da Petrobras?

O primeiro argumento é que  haveria o aumento da concorrência, e, dessa forma, a diminuição dos preços pela tentativa de conquistar preço de mercado. Isso porque a Petrobras seria considerada como um monopólio e todos os preços do Brasil dependem dela e do dólar. Com a venda para vários empresários, isso não deveria mais acontecer. 

Diminuição dos custos já que o governo não precisaria investir – mesmo com o dinheiro retornando em lucro ao fim de cada trimestre. O intuito é deixar a administração e todos os cuidados financeiros para o ramo privado, sem que haja interferências do Estado para controlar  os preços. 

O intuito é vender e adquirir maiores retornos para pagar as dívidas externas do país. Entretanto, a Petrobras está tendo que alugar o próprio lugar para o trabalho, o que, na visão de muitos, não faz sentido já que ela vendeu para continuar no mesmo espaço pagando para o dono que comprou.  Vale ressaltar que não foi toda a estatal privatizada e sim, algumas partes. 

Leia Também:

1 comentário
  1. […] Leia mais: Petrobras pagará aluguel maior que o valor de venda dos gasodutos […]

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.