‘O alerta está ligado em relação a esses dois jogos’, diz Paulo Baier após tropeços do Criciúma na Série C

Tigre perdeu dois jogos seguidos, mas segue na vice-liderança do grupo B

0

O técnico do Criciúma, Paulo Baier, fez uma análise da derrota do Criciúma por 2 a 0 para o Mirassol, no último sábado (17), pela sétima rodada da primeira fase da Série C do Campeonato Brasileiro.

Assim, o Tigre acumulou duas derrotas consecutivas, perdendo invencibilidade que permaneceu durante as cinco primeiras rodadas.

No entanto, ele entendo que não é motivo para desespero neste momento.

“O jogo foi ruim. Tivemos oportunidades de sair na frente. Se tivéssemos feito o pênalti, seria outro tipo de jogo, mas faz parte do jogo”, disse a entrevista coletiva.

Assim, segundo o treinador, agora é hora de ajustes.

“O alerta está ligado em relação a esses dois jogos. A gente ainda está bem na tabela, pelos jogos dentro de casa e sabemos que a gente precisa melhorar fora de casa”, afirmou Baier.

De acordo com o comandante, o pênalti perdido quando o jogo estava 0 a 0 pode ter atrapalhado o desempenho do time.

“Eu acredito que sim. O primeiro tempo não foi bom, para nenhuma das duas equipes. Vamos dar sequência, mas lógico que todo mundo está triste. Mas vamos corrigir os erros”, ressaltou.

Defesa

Contudo, Paulo Baier também falou sobre o sistema defensivo, que era o melhor do campeonato mas tomou muitos gols em dois jogos.

“Tomamos cinco gols nesses dois jogos, vamos ajustar, melhorar, mas ainda estamos em uma margem favorável”, disse.

Segundo ele, não tem explicação para isso. “É a mesma zaga que vinha ganhando os jogos. Hoje, infelizmente, a gente tomou cinco”, afirmou Baier.

Ele lembrou que, apesar das duas derrotas, o Tigre segue em segundo lugar no grupo B, com 14 pontos e dentro do planejamento.

“A gente fez uma margem de 15 pontos no primeiro turno. Temos 14”, afirmou.

“Tem que ajustar, trabalhar, melhorar, para a gente ter mais oportunidades, principalmente para nossos atacantes. Temos que ajustar isso”, ressaltou.

Desta maneira, ele lembrou também que o time do Criciúma ainda está em construção e já projeta o clássico contra o Figueirense, em casa, na próxima sexta-feira (23).

“Já cobrei os atletas que eles têm obrigação de vencer o Figueirense, que vai ser como uma final para nós”, disse.

Além disso, Baier disse que o time tem que melhorar o desempenho fora de casa.

Leia também: ‘Mérito é total do grupo de atletas’, diz Testoni após vitória do Brusque

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.