Nvidia GeForce RTX 3060 é lançada com foco no custo-benefício

0

A Nvidia GeForce RTX 3060 estava sendo aguardada há alguns meses pelo mercado de jogos e prometia trazer uma proposta de inovação acompanhada com custo-benefício. Ela é a GPU mais básica da atual família RTX 3000, mas isso não quer dizer que não possa sofrer com a mineração de Bitcoins e ter o preço acelerado em mais de 55% – e realmente foi isso que ocorreu. Lojas virtuais europeias aumentaram o preço em quase metade. A desenvolvedora, em uma tentativa de impedir que isso ocorresse, afirmou que iria cortar a mineração e a capacidade por 50% do prometido. 

Atualmente, a criptomoeda se encontra em queda constante e desvalorizou mais de 28% nesta semana, chegando a permanecer na faixa de R$ 259.370,67. Muitos afirmam que dificilmente volte a alcançar os R$ 310 mil. 

Leia mais: Nvidia confirma especificações das GeForce RTX 3060

Especificações – Nvidia GeForce RTX 3060

Um dos aspectos que mais chamaram a atenção foi a chegada com o chip GA106 que conta com seus 3.584 núcleos CUDA, 28 RT Cores e 112 Tenso Cores. O desempenho para overclock – quando comparado com outras placas de entrada – é impressionante: 1,78GHz.

A placa de vídeo ainda conta com todas as atualizações de suas outras “primas”, como o HDMI 2.1 e o codec Turing NVENC. Dessa forma, há a possibilidade de realizar streaming de vídeos e até mesmo pensar na chance de editar em programas 3D. O preço está U$ 20 abaixo de sua antecessora, RTX 2060 (2019), mas apresentou desempenho de 20% a mais. 

A tentativa da desenvolvedora em cortar a capacidade de mineração foi para que os preços continuassem estáveis e não chegassem a subir em mais de 70% como a RTX 3070. O foco foi reduzir o estresse causado pela falta de estoques. Até o momento, nenhuma loja brasileira a contém para a venda, mas já se sabe que a primeira deve ser a Kabum. 

Leia mais: PC fraco dá conta de Valheim? Veja testes e requisitos

Leia Também:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.