Nova CNH já está em vigor; veja como trocar

As versões impressa e eletrônica da CNH ganham novo visual, com código de identificação internacional

0

Desde o dia 1º de junho, os motoristas habilitados no Brasil poderão usar a nova CNH (Carteira Nacional de Habilitação) com tradução em três idiomas, facilitando o uso do documento em diversas partes do mundo.

A saber, além de aumentar a segurança, o novo documento, aprovado em dezembro passado pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran), aproxima o país dos padrões internacionais definidos pela Convenção de Viena.

Nova CNH já está em vigor; veja como trocar
Nova CNH – Imagem: Divulgação Contran

Características da nova CNH

Nas cores verde e amarela, identificação das categorias com equivalência internacional, a nova versão apresenta, ainda, tradução em português, inglês e espanhol, facilitando a identificação dos condutores brasileiros em solo estrangeiro.

Ainda mais, com relação aos requisitos internacionais, a CNH terá o código MRZ (Machine Readable Zone ou Zona Legível por Máquina), o mesmo usado em passaportes.

A nova versão da CNH, elaborada por meio de uma parceria entre a Secretaria Nacional de Trânsito (Senatran) do Ministério da Infraestrutura e o Serpro, empresa de tecnologia do Governo Federal, tanto na versão impressa quanto no aplicativo para celular, contém uma tabela com as categorias e subcategorias de habilitação, permitindo que o condutor possa ser facilmente identificado quando estiver dirigindo fora do Brasil.

Essa versão aprimorada da carteira de habilitação foi determinada pela Resolução nº 886, de 13 de dezembro de 2021 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran) e será emitida, de forma eletrônica ou impressa, para os condutores que forem renovar o documento, emitir a segunda via, alterar dados ou tirar a CNH pela primeira vez.

Portanto, aqueles que ainda têm o modelo anterior, não precisam correr para realizar a troca, uma vez que esse procedimento será feito de forma gradativa.

Leia ainda: Auxílio Brasil: Nova rodada começa em 11 dias; veja o calendário

Modelo anterior segue válido

É importante destacar que a entrada em vigor da nova CNH, porém, não invalida os documentos atuais, que continuam valendo em todo o Brasil até a sua data de validade, normalmente.

O documento também terá um campo para indicar se o condutor exerce atividade remunerada e outro campo para anotação de possíveis restrições médicas.

Além disso, a nova CNH contará com mais dispositivos de segurança como tinta especial fluorescente que brilha no escuro, itens visíveis apenas com luz ultravioleta e holograma na parte inferior do documento, dificultando falsificações.

No verso, a CNH continua trazendo a tecnologia do QR Code Vio, que garante a autenticidade e a segurança dos documentos emitidos pelos órgãos públicos.

A CNH-e, disponível no aplicativo da Carteira Digital de Trânsito (CDT), também recebeu as alterações, contemplando todos os novos campos e atendendo à Resolução Contran n° 886.

Por fim, vale comentar que a nova CNH, da mesma forma que a anterior, deve ser renovada a cada 10 anos para condutores com idade inferior a 50 anos; 5 para cidadãos de 50 a 69 anos; e 3 para condutores com 70 anos ou mais.

Com informações do Ministério da Infraestrutura

Leia ainda: 14º salário INSS: Quem pode receber até R$ 2.424? Confira as atualizações

5/5 - (1 vote)

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.