Nos pênaltis, Atlético-MG vence o Boca e avança às quartas de final da Libertadores

No tempo normal, a partida ficou empatada por 0 a 0

0

Nos pênaltis, o Atlético Mineiro venceu o Boca Juniors por 3 a 1 na noite desta terça-feira (20), no estádio do Mineirão, em Belo Horizonte, no jogo de volta das oitavas de final da Copa Libertadores da América.

No tempo normal, a partida ficou empatada em 0 a 0, assim como no primeiro jogo, no estádio La Bombonera, em Buenos Aires, na semana passada.

Assim, o Galo, comandado pelo técnico Cuca, está classificado para as quartas de final, com gol do goleiro Everson, definindo a vaga.

Hulk e Hyoran perderam as cobranças, mas não fez falta.

Agora, a equipe mineira volta as atenções para o Campeonato Brasileiro, onde no domingo (25), recebe o Bahia, a partir das 11h, no estádio do Mineirão, em Belo Horizonte, pela 13ª rodada.

O jogo

O Atlético começou a partida pressionando e marcando a saída de bola do Boca Juniors nos primeiros minutos da partida.

Assim, logo aos 3min, Zaracho recebeu livre, cara a cara com o goleiro, mas chutou em cima do goleiro, que fez grande defesa.

Com isso, o time da casa mostrava que iria pressionar bastante, mas o Boca também era perigoso, pois tentava aproveitar os contra-ataques, enquanto a defesa mineira estava muito avançada.

Por exemplo, aos 20min, Briasco arriscou um chute perigoso, cruzado, e o goleiro Everson defendeu. Na sobra, a bola foi pela linha de fundo.

Naquele momento, o jogo começava a ficar perigoso para o Galo, que já havia perdido o domínio do jogo.

A equipe mineira chegou com perigo de novo apenas aos 32min, quando Savarino escapou livre pela direita, avançou e mandou cruzado, rasteiro, à direita, mas já estava impedido.

Porém, o Boca também era contundente e, aos 41min, com Villa, quase abriu o placar, em chute da entrada da área que Everson espalmou com perigo para escanteio.

Nos últimos minutos do primeiro tempo, o Atlético tentou uma pressão, mas não conseguiu e o jogo seguiu no 0 a 0.

Segundo tempo

Na etapa final, o Atlético voltou novamente com dificuldade, sem conseguir pressionar e vendo o Boca Juniors até melhor nos primeiros minutos.

Assim, o time mineiro simplesmente não criava mais oportunidades de gol e parava na forte marcação do Boca Juniors, que era bem mais consciente em campo.

Para piorar, aos 16min, uma bola alçada na grande área foi na mão de Everson, que não segurou e, na sobra, Weigandt mandou para o gol e fez 1 a 0 para os argentinos.

Mas o VAR foi acionado e, quando o árbitro ia ao vídeo, houve uma confusão generalizada entre os jogadores, que queriam se aproximar do árbitro.

E, na sequência, o gol foi anulado por impedimento no ataque do time argentino.

Na retomada do jogo, aos 27min, veio a primeira chance do Galo na etapa final, quando Savarino recebeu livre pela direita e chutou cruzado, perto da trave.

Mas, a partir daí, o jogo foi ficando nervoso, com muitos erros dos dois lados e já nenhuma coordenação tática em campo.

Com isso, ficou no empate por 0 a 0 e a decisão foi para os pênaltis.

Leia também: Remo vence a terceira seguida na Série B e afunda o Cruzeiro

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.