No Recife, ex-patroa depõe sobre queda de criança em edifício

Delegado decidiu abrir a delegacia mais cedo para que mulher pudesse ser ouvida. Mãe de Miguel foi ao local

2

Sari Corte Real, a ex-patroa que estava cuidando do menino que morreu ao cair de um prédio no Recife, prestou depoimento nesta segunda-feira (29). A delegacia onde ela foi ouvida teve que abrir mais cedo para que o depoimento fosse realizado. O menino Miguel morreu ao cair do 9º andar de um prédio de luxo no centro da cidade.

Sari Corte Real é esposa do prefeito de Tamandaré, Sérgio Hacker (PSB). Miguel Otávio tinha 5 anos de idade e era filho de sua ex-empregada doméstica, Mirtes Renata. Mirtes aliás, foi até a porta da delegacia, que fica no bairro de Santo Amaro.

De acordo com a própria Mirtes, ela foi lá para “dizer umas verdades na cara dela”. Vale lembrar que Sari chegou a ser detida logo depois da queda do menino. Mas ela pagou fiança no valor de 20 mil reais e está respondendo o processo em liberdade.

O delegado que está cuidando do caso, Ramon Teixeira, decidiu abrir a delegacia mais cedo. Por volta das 6 horas da manhã, o local já estava aberto para receber a ex-patroa. Normalmente, o local abre às 8 horas da manhã.

A informação de que a ex-patroa daria depoimento nesta segunda-feira (29) não tinha sido divulgada. Assim, quando a mãe de Miguel ficou sabendo do interrogatório, correu para a porta da delegacia. Até a publicação desta matéria, ela ainda estava por lá conversando com repórteres enquanto segurava o retrato do menino Miguel.

Ex-patroa acompanhada

Sari Corte Real não chegou sozinha na delegacia. Ela estava ao lado do seu marido, que é prefeito de Tamandaré. Além disso, ela também chegou ao lado do seu motorista e de um advogado. Logo depois, mais dois advogados chegaram ao local. Nenhum deles falou com a imprensa ou, ao menos, quis responder qualquer uma das perguntas dos jornalistas.

O depoimento começou por volta das 6 horas da manhã e a expectativa é que dure um certo tempo.

2 Comentários
  1. […] Corte Real, a patroa que cuidava de Miguel quando ele caiu, foi ouvida durante quase toda a manhã na delegacia de Santo Amaro. Mas o fato é que logo depois do depoimento, ela demorou para conseguir sair do […]

  2. […] No Recife, ex-patroa depõe sobre queda de criança em edifício […]

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.