NBA: Nets afasta jogador que recusou vacina contra Covid-19

Kyrie Irving é declaradamente antivacinas e curte postagens sobre teorias da conspiração

0

O armador Kyrie Irving foi afastado pelo Brooklyn Nets, equipe de Nova York da NBA, após o jogador se recusar a tomar a vacina contra Covid-19. Com isso, Kyrie não pode mais participar de qualquer atividade do time, incluindo treinos e jogos, até que se imunize contra a doença.

“Kyrie fez uma escolha pessoal e respeitamos seu direito individual de escolha. Atualmente, ela restringe sua capacidade de ser um membro em tempo integral da equipe e não permitiremos que nenhum membro de nosso time participe em tempo parcial. É imperativo que continuemos a construir a química como uma equipe e permaneçamos fiéis aos nossos valores de união e sacrifício há muito estabelecidos”, disse o gerente geral dos Nets, Sean Marks, nesta terça-feira (12).

Na cidade de Nova York, para entrar em locais fechados, é preciso que a pessoa prove que tenha tomado pelo menos uma dose da vacina contra o novo coronavírus. A regra vale para academias, como a dos Nets, localizada no Barclays Center. No entanto, por ser um local privado, Irving estava treinando com a equipe até ser afastado.

Antivacinas convicto, Irving já deu declarações públicas contra a vacinação. Além disso, ele recentemente passou a curtir postagens que afirmam que “sociedades secretas” estariam usando vacinas em um plano para conectar jogadores negros a um computador mestre através da implantação de um microchip.

Se tomar a vacina contra Covid-19, Irving pode voltar aos Nets

Apesar de absurda, a teoria da conspiração se espalhou entre jogadores da NBA. Cerca de 5% de todos os atletas da liga americana de basquete se recusam a tomar a vacina contra Covid-19.

“Nossos objetivos para a temporada não mudaram e, para alcançá-los, cada membro de nossa equipe deve seguir na mesma direção. Estamos empolgados com o início da temporada e esperamos uma campanha de sucesso que fará com que o bairro de Brooklyn fique orgulhoso”, completou Marks.

Nos EUA, há uma lei que impede que os clubes revelem se seus atletas foram vacinados ou não. No entanto, pelas declarações oficiais da equipe, há fortes indícios que Irving não tomou nenhuma dose de vacina contra Covid-19. Caso tome o imunizante, Irving pode ser reincorporado ao time.

“A esperança é que teremos Kyrie de volta. Nós o receberemos de volta de braços abertos sob outras circunstâncias. Então temos que esperar para ver como isso vai se desenrolar. E nesse meio tempo, temos que nos concentrar nos 16 jogadores que estão na nossa lista e seguirão em frente conosco.”, disse Sean Marks.

Veja Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.