Mulher é resgatada após parte de imóvel onde ela mora desabar e o restante ficar pendurado em Salvador

O Corpo de Bombeiro revelou que, apesar do susto, a mulher que ficou na parte que não desabou foi socorrida sem nenhum ferimento

0

Uma mulher passou por grandes apuros neste domingo (09) em Salvador, na Bahia. Isso porque ela precisou ser resgatada após parte do imóvel onde ela mora desabar e a outra ficar pendurada em uma encosta. De acordo com o Corpo de Bombeiros, duas residências ao lado correm risco de desabamento.

Filhote de jacaré é encontrado em praça na Bahia; veja o vídeo

Em nota, a entidade relatou que três famílias tiveram imóveis afetados e, por isso, foram realocadas pela Secretaria Municipal de Promoção Social, Combate à Pobreza, Esportes e Lazer (Sempre) de Salvador.

Ainda conforme a corporação, a Defesa Civil da Salvador (Codesal) esteve no local e constatou que um cano de água rompido em estado de conservação precário foi encontrado no local.

Esse vazamento, informou o órgão, seguido do grande volume de chuva que atingiu o local nas últimas semanas, pode ter danificado as estruturas dos imóveis, sobretudo do que teve parte desabada.

Por fim, o Corpo de Bombeiro revelou que, apesar do susto, a mulher que ficou na parte que não desabou foi socorrida sem nenhum ferimento e, nesse sentido, passa bem. Até o momento, não foi revelada a necessidade ou não de demolição dos imóveis.

Também na Bahia

Outro caso registrado no estado baiano aconteceu quando uma rocha se desprendeu de um “paredão” e invadiu a pista na BA-849, em trecho da cidade de Palmeiras, na Chapada Diamantina.

De acordo com a prefeitura da cidade, o caso aconteceu na noite de sábado (08) e fez com que a entidade divulgasse um pedido de alerta para os motoristas. Segundo a gestão municipal, que afirma que o fato também é consequência das fortes chuvas no estado, existe o risco de mais algumas rochas cederem e que o órgão tem tomado medidas para resolver a situação.

Situação do estado

Como explicado ao longo da matéria, os casos estão diretamente ligados às fortes chuvas que atingem o estado. De acordo com a Superintendência de Proteção e Defesa Civil da Bahia (Sudec), em nota publicada neste domingo (09), 850 mil pessoas foram afetadas pelo tempo ruim no território baiano.

Ao todo, são 26.607 desabrigados, 61.516 desalojados e dois desaparecidos. O número de mortes segue 26, e o de feridos 520. Dos municípios baianos, 165 decretaram situação de emergência.

Também na Bahia: Motorista tenta passar por ponte alagada, dá de frente com a polícia e apanha na Bahia; veja o vídeo

Avalie o Artigo:

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.