MPF vai apurar impactos após saída da Ford do Brasil

De acordo com o supbrocurador-geral da República Luiz Augusto Santos, coordenador da Câmara, o encerramento da produção de veículo pode causar graves danos ao setor industrial

1

A Câmara de Consumidor e Ordem Econômica do Ministério Público Federal (MPF ) anunciou nesta quarta-feira (13) que instaurou um procedimento para acompanhar os impactos socioeconômicos e de concorrência após o anúncio do fechamento das fábricas automotivas da Ford no Brasil.

Leia também: Fabrica da Ford em Camaçari (BA) já possui possíveis compradores

Segundo a Ford, as três linhas de produção terão as atividades encerradas durante este ano, “à medida em que a pandemia de covid-19 amplia a persistente capacidade ociosa da indústria e a redução das vendas, resultando em anos de perdas significativas”.

Em nota, o subprocurador-geral da República Luiz Augusto Santos, coordenador da Câmara, explica que o encerramento da produção de veículo pode causar graves danos ao setor industrial.

“Esses danos são capazes de provocar a redução dos níveis de renda e emprego nacionais, afetando negativamente a economia, além da potencial repercussão no nível concorrencial do mercado de veículos”, avaliou Luiz Augusto.

ford
A montadora americana Ford pegou muita gente de surpresa na segunda-feira (11) ao anunciar que vai encerrar a produção de carros no Brasil ainda neste ano.

Além disso, o subprocurador-geral cita a Constituição Federal, mais precisamente o artigo 170, que diz que: “a ordem econômica tem fundamento na valorização do trabalho humano e na livre iniciativa, com o fim de assegurar a todos existência digna, conforme os ditames da justiça social, observados, dentre outros, os princípios da livre concorrência e a defesa do consumidor”.

Procon notifica Ford

Outro órgão que pretende entender melhor o porquê da Ford ter anunciado o enceramento de suas atividades no Brasil é o Procon-SP, que notificou a empresa a fim de que ela explique como vai garantir os direitos dos clientes após o fim das atividades.

Leia também: Com fechamento de fábricas carros Ford vão desvalorizar

O órgão quer saber como será feito o atendimento para proprietários que têm veículos dentro do prazo de garantia e por quanto tempo, e de que forma, serão disponibilizadas as peças de reposição para veículos fora da garantia.

Além disso, o Procon-SP questionou se o encerramento das atividades das fábricas causará impacto no prazo de entrega dos veículos novos comprados recentemente, bem como se haverá algum ônus para quem desistiu da compra de algum veículo da marca após o anúncio.

Leia Também:

1 comentário
  1. […] mês, mas que ainda não foi recebido. A informação consta de ofício enviado pela Fiocruz ao Ministério Público Federal (MPF) no âmbito de apuração dos procuradores sobre o andamento dos trabalhos para a vacinação no […]

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.