MP quer prisão de técnica que fingiu aplicar vacina no Rio de Janeiro

MP disse que a técnica de enfermagem precisa ser presa por "uma questão de ordem pública". Ela fingiu aplicar vacina em um idoso de 90 anos

1

O Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ) pediu a prisão de Rozemary Gomes Pita. Ela é a técnica de enfermagem que aparece em um vídeo fingindo aplicar a vacina contra a Covid-19 em um idoso de 90 anos de idade.

O caso em questão aconteceu na cidade de Niterói, no Rio de Janeiro. A gravação do vídeo aconteceu no último dia 12 de fevereiro. A família só percebeu que a técnica não aplicou a vacina quando eles reviram o vídeo ao chegar em casa.

O MP-RJ disse que Rozemary não pode ficar nas ruas neste momento. Eles disseram que ela precisa ir para a prisão por uma questão de “ordem pública”. Ela está respondendo por peculato e descumprimento de medida sanitária.

Para o MP a chave de toda essa discussão é o vídeo. De acordo com eles, o vídeo estaria deixando muito claro que a mulher fingiu não aplicar o imunizante. Assim, eles disseram que existiu um caráter proposital em toda essa história.

Em depoimento, a técnica disse que não aplicou a vacina no idoso “por uma questão de cansaço”. Mas esse argumento não convenceu muito os membros do Ministério Público. É por isso que eles estão pedindo a prisão dela.

Vacina em Niterói

Flagras como esses estão se tornando mais comuns em várias partes do Brasil. Há uma grande preocupação em torno disso. É que neste exato momento algum idoso que ache que está livre do coronavírus, pode ser mais uma vítima de alguém como Rozemary.

Seja como for, as secretarias estaduais de saúde estão afirmando que esses casos são episódicos. Assim, seriam casos isolados que não representariam toda uma situação. Mas o fato é que as pessoas precisam ficar de olho na hora de se levar um avô ou avó para tomar a vacina.

Leia Também:

1 comentário
  1. […] Leia também: MP quer prisão de técnica que fingiu aplicar vacina no Rio de Janeiro […]

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.