Mônica Martelli ‘descobre’ que sofreu estupro em reportagem do “Saia Justa”

Apresentadora reflete sobre a situação e faz um alerta às espectadoras.

0
Mônica Martelli 'descobre
Reprodução: Instagram

Mônica Martelli passou por uma situação delicada ao ‘descobrir’ que foi vítima de estupro enquanto acompanhava uma reportagem do ‘Saia Justa’, programa que apresenta no GNT. A atriz detalha a situação na edição especial de verão do programa e alerta as espectadoras.

Mônica Martelli ‘descobre’ que foi vítima de estupro

“Eu estava nesse sofá quando virei para Astrid (Fontenelle, outra apresentadora da atração) e falei: ‘Gente, acho que fui estuprada, se isso é considerado estupro”, observou ela, no início. Com o pano de fundo da campanha ‘Não é Não!’, criada em 2017, a apresentadora usou o seu caso para alertar outras mulheres que são vítimas diariamente e podem nem estar percebendo. “Essa forma abusiva como tratam o corpo da mulher é normal para a gente, de nos protegermos com um casaco de moletom para o cara não colocar a língua para fora ou para não ouvirmos piadinhas. Sempre foi normal. A partir do momento que a discussão veio, eu falei: ‘Acho que fui abusada’. Descobri isso aqui”, revela.

Gaby Amarantos, que também está à frente do programa, revela uma experiência parecida: “Os abusos sexuais que eu tinha sofrido, eu realizei no sofá do ‘Saia Justa’. Eu me sinto em uma sessão de terapia quando estou aqui. Quando vemos que todas nós, de alguma forma, já passamos por isso, a gente tem mais coragem de falar sobre isso para a nossa audiência e para o Brasil”, reflete a cantora.

Exclusão

Recentemente, em entrevista à revista Vogue Brasil, a apresentadora refletiu a respeito do machismo e como é mais difícil para uma mulher conseguir um lugar de destaque. “A partir do momento que a gente se conscientiza de que todas nós, mulheres, sofremos exclusão só por sermos mulheres, o nosso olhar para as mulheres muda. Aí a sororidade acontece verdadeiramente”, analisa. Mônica, inclusive, acredita que o fato de estar cercada de mulheres fortes a tenha influenciado a ser poderosa e, atualmente, uma inspiração. “Guerreiras, batalhadoras, talentosas e mulheres de verdade. Minha mãe comanda esse time de inspirações”, destaca.

 

Avalie o Artigo:

Está "bombando" na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.