Ministro da Educação entrega carta de demissão

Após polêmicas, o ministro da educação Carlos Alberto Decotelli entregou sua carta de demissão nesta tarde.

1

O ministro da educação, Carlos Alberto Decotelli entregou na tarde de hoje, 30 de junho, sua carta de demissão para o presidente Jair Bolsonaro (sem partido). O pedido de demissão vem após uma série de polêmicas envolvendo o currículo apresentado por Decotelli, que havia sido nomeado como ministro na semana passada.

Após apresentar em seu currículo as nomeações de doutor e pós-doutor quando foi indicado para o cargo, o ministro da educação foi desmentido pelas instituições de ensino. Em primeiro lugar, a Universidade do Rosário, na Argentina, afirmou que Decotelli não teria conseguido o título de doutor devido a uma acusação de plágio em uma tese. Dessa forma, seu trabalho havia sido recusado e foram pedidas alterações no trabalho, que não chegou a ser entregue novamente.

Além disso, a Universidade de Wuppertal, na Alemanha, também negou que o ministro teria conseguido um título de pós-doutorado pela instituição. Isso porque Decotelli não teria feito um curso de pós-doc, e sim uma pesquisa de três meses na instituição.

Como resultado, o ministro teria alterado seu currículo na plataforma Lattes, retirando os títulos questionados pelas universidades. Paralelamente, a Fundação Getulio Vargas (FGV), onde Decotelli tirou o título de mestrado, recebeu uma denúncia de plágio na dissertação. A FGV afirmou que vai apurar o caso. Caso comprovado o plágio, a instituição deverá tomar as medidas administrativas e judiciais contra o ministro.

Polêmicas atrapalharam posse de ministro

Carlos Alberto Decotelli acabou por entregar sua carta de demissão do cargo de ministro da educação nesta tarde. Isso aconteceu em função do grande número de polêmicas que surgiram antes mesmo de sua nomeação.

Sua imagem teria ficado arranhada com a quantidade de inconsistências em seu currículo e o presidente teria ficado irritado ao saber de mais uma incoerência divulgada. A omissão de dados foi considerada uma quebra de confiança, que culminou no pedido de demissão, evitando causar mais desgastes à imagem do governo.

1 comentário
  1. […] sobre a conclusão de um doutorado e um pós-doutorado. Como resultado, Decotelli entregou sua carta de demissão antes mesmo de assumir o […]

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.