Ministério da Saúde esclarece dúvidas sobre campanhas de vacinação

0

Com o objetivo de conscientizar pais e responsáveis sobre a importância de atualizar as cadernetas de vacinas, a coordenadora do Programa Nacional de Imunizações (PNI) do Ministério da Saúde, Francieli Fontana, respondeu às dúvidas dos internautas na live #PapoSaúde. 

De acordo com o Ministério da Saúde, as principais dúvidas dos participantes foram sobre as campanhas em andamento no país. Por isso, a Pasta sistematizou as perguntas e respostas para sanar as principais dúvidas sobre o assunto. Confira, a seguir.

Quem perdeu a caderneta de vacinação pode se vacinar mesmo assim?

Quem não tiver a caderneta de vacinação pode procurar o local onde foi vacinado para que a equipe tente localizar o histórico. No entanto, não ter a caderneta não é impeditivo para tomar as vacinas ofertadas pelas campanhas. Os profissionais das salas de vacinas do país avaliarão a situação de cada indivíduo e verificarão quais vacinas serão necessárias.

Pode tomar diferentes vacinas no mesmo dia?

Os profissionais de saúde estão preparados para receber e orientar a população. Não é preciso ficar receoso a respeito de tomar uma ou mais vacinas no mesmo dia. Isso porque hoje, no calendário vacinal disponível, muitas vacinas são combinadas, ou seja, feitas ao mesmo tempo para reduzir o número de injeções e otimizar a ida das pessoas ao serviço de vacinação. O profissional de saúde nos postos está orientado quanto aos esquemas vacinais e os devidos intervalos.

Qual será o protocolo de segurança durante o período da pandemia?

O Ministério da Saúde tem divulgado as medidas para a vacinação segura, a exemplo do distanciamento social. A Secretaria de Saúde de cada estado e do Distrito Federal está ciente sobre os cuidados que devem ser adotados para proteger o profissional de saúde e a população.

Qual o papel do Programa Nacional de Imunizações?

O Programa Nacional de Imunizações organiza a política nacional de imunização e indica quais vacinas são importantes de serem administradas na população. Atualmente, o calendário de vacinação no país contempla toda a família: desde a criança até a população idosa. Mais de 300 milhões de doses de vacinas são distribuídas todos os anos no país.

Campanhas de vacinação vigentes

Campanha Nacional de Multivacinação: o público alvo são crianças e adolescentes menores de 15 anos de idade. Essa campanha seguirá até o dia 30 de outubro.

Poliomielite: o público alvo são crianças de 1 a menores de 5 anos de idade. A campanha vai até o dia 30 de outubro e previne contra a paralisia infantil.

Estratégia de Vacinação contra o Sarampo: o público alvo é a população de 20 a 49 anos de idade. Essa campanha teve início em março e vai até 30 de outubro.

Com informações do Ministério da Saúde e da Agência Saúde

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.