Mike Pondsmith, criador de Cyberpunk, fala sobre os primeiros dias dos RPGs

0

Em sua palestra principal no PAX, o criador de Cyberpunk falou sobre D&D, Traveller, e sobre os desafios “ridículos” da criação de videogames.

Como palestrante principal do PAX, Mike Pondsmith levou meia hora neste fim de semana para falar sobre como ele se interessou por jogos, como ele eventualmente começou a criar seus próprios RPGs, e algumas das diferenças que ele vê entre projetar jogos de mesa e videogames.

Você pode assistir à palestra principal no YouTube (e você deve, não apenas por Pondsmith está repleto de idéias e grandes histórias, mas por ele ter uma voz extremamente agradável e reconfortante).

Primeiros dias

Pondsmith começa falando sobre seus primeiros dias de jogar RPGs de fantasia como Chainmail e Dungeons & Dragons.

Na verdade, Pondsmith conheceu sua futura esposa, Lisa, durante uma campanha de D&D feita por seu namorado na época, que continuava tentando matar o personagem de Pondsmith. (Lisa mais tarde criaria o bando de palhaços do Cyberpunk, The Bozos).

Pondsmith então começou a jogar RPG Traveller de ficção científica, o que o inspirou a começar a mexer com as “regras da casa” e começar a projetar seus próprios jogos. “Comecei a pensar diferente sobre jogos”, disse ele.

“Comecei a ver como eles andam juntos, por que são divertidos, quais são os elementos de entretenimento, quais são os elementos de contar histórias, quais são os elementos de construir um mundo”.

Ajuda

Ele também fala carinhosamente das pessoas que conheceu nos primeiros dias de sua carreira (incluindo o criador do Traveller Marc Miller, e o criador do Car Wars Steve Jackson), e como eles foram prestativos.

“Os criadores de jogos são amigáveis”, disse Pondsmith.

“As pessoas me perguntaram: você teve problemas para entrar neste negócio? Não, realmente não, as pessoas eram muito amigáveis quando eu comecei”, acrescentou.

Pondsmith disse que também tenta ser amigável com os aspirantes a projetistas de jogos, “porque sinto que tenho que passar isso para todas as pessoas da indústria que estavam dispostas a me aturar fazendo perguntas bobas e a me dar conselhos realmente bons”.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.