Médicos são indiciados em caso de bebê que teve cabeça arrancada

Os profissionais responderão pelo crime de homicídio culposo por negligência no atendimento, visto que a perícia comprovou que a criança morreu por asfixia

2

A justiça indiciou três médicos que atenderam uma grávida, que teve a cabeça do filho decapitada durante o parto no último mês de outubro. Os profissionais responderão pelo crime de homicídio culposo por negligência no atendimento, visto que a perícia comprovou que a criança morreu por asfixia.

Leia também: Veja o que fazer se seu cachorro for picado por uma cobra

O caso foi registrado no município de Ourém, localizada no interior do estado do Pará. À época, a mãe do bebê denunciou à justiça que ela foi forçada ao parto normal, mesmo informando, e provando via documentos, que a criança tinha problemas de saúde e por isso seria necessária a cesárea.

De acordo com Ramon Martins, advogado da mãe, em entrevista ao “UOL”, o inquérito foi concluído e três médicos foram indiciados: um do atendimento da triagem, um que realizou o procedimento e o outro que deu as coordenadas para a realização do parto.

Em nota, a Polícia Civil do Pará informou que o inquérito foi apurado em segredo e confirmou que já foi encaminhado à Justiça. Agora, cabe ao Ministério Público o oferecimento da denúncia.
Segundo o advogado da família, o inquérito comprova o que a família sempre questionou.

“A negligência médica desde o momento da entrada da paciente até a sua saída, mesmo a acompanhante informando e mostrando o documento. Por algum motivo eles não se atentaram e talvez por esse motivo que causou o fato”, relatou.

Hospital se pronuncia sobre o caso

Também em nota, a Fundação Santa Casa do Pará, hospital onde o fato aconteceu, informou que ainda não foi notificada sobre a conclusão do inquérito policial, mas que afastou os profissionais envolvidos e que uma sindicância interna para apurar o caso ainda está em andamento.

5/5 - (1 vote)

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.