Médicos da Índia alertam que esterco de vaca não protege contra a Covid-19; veja o vídeo

Algumas pessoas na Índia têm ido a currais, ao menos uma vez na semana, para cobrir o corpo de esterco e urina de vaca na tentativa de se safar da Covid-19

2

A Índia vive uma escalada no número de pessoas infectadas pela Covid-19. Na tentativa de sair ileso da pandemia, alguns indianos têm adotado uma técnica que consegue ser pior do que a utilização de remédios que não são eficazes contra o vírus: eles estão usando esterco bovino.

Mutação indiana do coronavírus é “variante de preocupação” global, alerta OMS

Por conta da prática para lá de inusitada, médicos do país passaram a alertar a população que espalhar estrume de vaca pelo corpo não protege contra a Covid-19. Além disso, eles também afirmam que a prática pode trazer outras doenças.

Importante lembrar que a vaca é sagrada no hinduísmo, religião predominante naquele país, sendo considerada um símbolo da vida e da terra. Por conta disso, durante séculos, os hindus usaram estrume de vaca em rituais religiosos, pois eles acreditam que o material tem propriedades terapêuticas.

Algumas pessoas na Índia têm ido a currais, ao menos uma vez na semana, para cobrir o corpo de esterco e urina de vaca na tentativa de se safar da Covid-19. (Foto: reprodução)

De acordo com uma publicação da agência “Reuters”, no estado de Gujarat, algumas pessoas têm ido a currais, pelo menos uma vez por semana, para cobrir o corpo de esterco e urina de vaca, na esperança de que isso fortaleça a imunidade contra a Covid-19 ou mesmo que possa ajudá-los a se recuperar da doença.

À “Reuters”, o presidente da Associação Médica Indiana, o dr. J.A. Jayalal, afirma que não há nenhuma comprovação científica de que estrume e urina de vaca fortalecem a imunidade contra a Covid-19. “Há risco à saúde ao usar esses produtos. Doenças dos animais podem contaminar os humanos”, ressalta.

Covid-19 na Índia 

Até o momento, mais de 22,6 milhões de pessoas testaram positivo para a Covid-19 na Índia. Segundo os números oficiais, 246 mil pessoas morreram. No entanto, especialistas afirmam que este número pode ser até 10 vezes maior. Hoje, o país sofre com a falta de leitos hospitalares, oxigênio e remédios e, assim, muitos morrem sem tratamento.

Veja o vídeo abaixo em que é possível ver indianos tomando banho com esterco bovino:

Leia também:Bolsonaro precisa tomar um ‘chá de semancol’, afirma Mandetta

Veja Também:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.