Masturbação feminina: benefícios e como fazer

0

A masturbação feminina é um ato de autoconhecimento. Além disso, facilita para que algumas mulheres consigam chegar ao orgasmo. Isso porque não haverá mais limites entre o corpo e será possível descobrir exatamente o que gosta. Não é preciso ser “travada” durante as relações sexuais e o ato de se tocar auxilia bastante para desbloquear isso.

O primeiro passo é acabar com os tabus relacionados ao assunto. Haja de forma natural e prática, não é necessário ter vergonha. É a mulher quem deve orientar o parceiro sobre o que ela gosta que seja feito com o próprio corpo, não deveria ser o oposto disso. Dessa forma, é exatamente por esse motivo que desde jovens, por motivo de vergonha, desenvolvem anorgasmia.

Portanto, continue a leitura para saber como fazer a masturbação feminina e como começar.

1. Lubrificação

O primeiro passo é analisar sobre a lubrificação. Busque por géis ou suplementos alimentares que auxiliam o processo.

Após isso, comece a estimular o clitóris com movimentos repetitivos. Não precisa ter receio pois o lubrificante faz com que não haja atrito entre o vibrador / dedos com o clitóris.

2. Descobrindo zonas erógenas

Existem várias zonas erógenas no corpo feminino. Dessa forma, se toque em todos os lugares, até mesmo os mamilos. Experimente novas texturas como cabelos, coxas, língua e muitas outras. O recomendado é que busque iniciar movimentos leves em torno da vagina sem a tocar, avance aos poucos assim que sentir estar preparada.

3. Recebendo a ajuda de vibradores

Caso sinta que não consegue chegar ao orgasmo utilizando os dedos ou que se sente cansada, uma alternativa viável é optar por vibradores. Eles estão disponíveis em várias faixas de preços desde R$ 10 até R$ 150.

Caso nunca tenha tido relações sexuais, não o insira no interior da vagina pois poderá romper o hímen. Apesar de muitas pessoas considerarem a perda de virgindade como o ato sexual, outros acreditam que assim que o hímen é rompido a mulher não é mais virgem.

4. Alterne os estímulos

É alternando os estímulos que poderá descobrir quais são aqueles que mais causam prazer ou que machucam. Isso irá te ajudar tanto na masturbação feminina quanto o próprio ato sexual. Será possível auxiliar o parceiro sobre o que pode e o que não pode fazer.  Além de trocar de zonas eróticas, busque alternar sobre pressão e velocidade.

E então, tem mais alguma dúvida sobre a masturbação feminina e como fazer? Deixe ela nos comentários! Não esqueça de ler mais publicações sobre bem-estar e saúde ao clicar aqui.

Avalie o Artigo:

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.