Mariana Goldfarb desabafa após sofrer ataque de cães em condomínio de luxo: “Bem brava”

A esposa de Cauã Reymond, no entanto, deixou claro que a culpa não é doa cachorros e sim do dono

0

Mariana Goldfarb desabafou nas redes sociais, nesta quinta-feira (30), após ser noticiado de que ela, o marido Cauã Reymond e a enteada, Sofia, foram vítimas de um ataque de cães. No caso, os cachorros seriam do rapper Orochi, que mora no mesmo local que a família em Joá, no Rio de Janeiro.

Mãe de Wesley Safadão chora ao falar sobre internação do filho: “Peço orações”

No stories do Instagram, a influencer detalhou o ocorrido: “Em relação ao que aconteceu aqui em casa sobre os cachorros, que eu ainda não me manifestei sobre. A culpa não é do cachorro, do pitbull. Ele estava fazendo a segurança da casa dele. É normal defender. A culpa é de quem deixou a porta aberta, a pessoa responsável pelos cachorros. Às vezes a gente fica com raiva do cachorro em si, mas na verdade, você tem que saber que cachorro você tem em casa”.

“A sorte é que a gente estava com o Romeu [cachorro da raça pitbull da família], porque mesmo sendo um só, botou os dois para correr. Mesmo na coleira. Romeu defendeu a família toda. E eu fiquei bem brava porque machucaram meu cachorro, ainda estou. Se não tivéssemos o Romeu lá, sabe-se lá o que poderia ter acontecido. Sejam mais responsáveis. A vida de ninguém está para jogo assim não”, finalizou.

Relembre o ocorrido

A Polícia Civil do Rio de Janeiro instaurou inquéritos para investigar Flávio Cesar Costa de Castro, o rapper Orochi, após ataques de pitbulls no condomínio em que ele mora em Joá, na Zona Sul da cidade. De acordo com o site Extra, nesta última quarta-feira (29), o músico é investigado por maus-tratos, omissão de cautela na guarda ou condução de animais e perigo para a vida ou saúde de outros cidadãos.

Segundo vizinhos, os três pitbulls de Orochi andam do lado de fora de sua mansão sem coleira e nem focinheira, atacando outros cães e pessoas. Uma das vítimas, inclusive, foi Cauã Reymond, quando ele andava pelo condomínio com a esposa, Mariana Goldfarb e a filha Sofia, além de seus animais de estimação.

Outros três ataques foram registrados nos últimos dois anos. Em 5 de outubro de 2020, um morador passeava com dois labradores, com coleira, quando foi atacado por cerca de cinco minutos. Na sequência, saíram cinco homens da casa de Orochi. O rapper, no entanto, teria sido arrogante e afirmado que demorou para recolhê-los por “estar gravando o seu disco”.

Orochi nega as acusações

Em 2021 e no começo de 2022, outras duas pessoas e seus cães foram atacados de maneira similar. O caso com Cauã ocorreu em 12 de junho deste ano. Em depoimento, o ator afirma que os animais saíram da casa de Orochi e que todos foram protegidos por seus bichos, que enfrentaram os pitbulls.

“Apesar disso, há uma ainda não explicada intenção de atribuir a mim, talvez o único jovem negro proprietário de um imóvel no Joá, a pecha de criminoso”, finalizou Orochi, dando a entender que as acusações tem cunho de preconceito racial.

O delegado Leandro Gontijo, no entanto, ressalta que Orochi não seguiu a lei e será devidamente autuado. Vale lembrar que não é ilegal ter pitbulls, mas animais dessa raça devem usar focinheira em passeios. Nenhum animal, inclusive, pode andar sem coleira.

 

Veja também: Ex-BBB Rodrigo Mussi avalia recuperação após acidente: “Estou melhor”

Avalie o Artigo:
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.