Maitê Proença fala sobre posicionamento de Juliana Paes: “Fúria do cancelamento”

A atriz, contra o governo Bolsonaro, diz que Juliana se confundiu em seu posicionamento e por isso atraiu a fúria dos internautas

0

Maitê Proença abriu o jogo, nesta quinta-feira (10), sobre a confusão do posicionamento político de Juliana Paes, que foi apontada como ‘bolsomion’ no começo de junho deste ano. Aos 62 anos, a veterana optou por uma resposta pacificadora.

Ferrugem explica traições no casamento: “Eu era bem vacilão”

Questionada pelos fãs, no stories do Instagram, sobre a estrela de ‘A Dona do Pedaço’, da TV Globo, Maitê foi bastante breve, mas incisiva: “Eu acho que ela vinha bem explicando a postura dela de neutralidade, até que ela disse uma frase que negava de certa forma tudo que ela tinha dito até então. E os tempos estão implacáveis, né? Mas, talvez, a fúria do cancelamento seja pior do que a frase em si”.

A atriz, que está na reprise de ‘A Cor do Pecado’, no VIVA, não especificou qual parte do discurso de Paes a incomodou. Outros astros como Fábio Assunção, antigo colega de Juliana, também optaram por uma resposta diplomática. Veja!

 

Relembre as falas de Juliana Paes

Juliana Paes se pronunciou, na noite do dia 2 de junho, por ser criticada na web ao defender a médica Nise Yamaguchi, que depôs na CPI da Covid-19 na última terça-feira (1). A atriz condenou o tratamento dado para a profissional pelos senadores e foi acusada pelos internautas de ser apoiadora de Jair Bolsonaro.

Em um vídeo postado em seu Instagram, ela afirmou que não se sentia confortável para falar sobre o assunto, mas que tinha que revidar as críticas dos internautas e colegas de profissão:

Eu já falei publicamente sobre querer vacinas, mas não vou fazer isso todos os dias. Agora eu não me sinto no direito de pedir às pessoas para não trabalhar. Nós estamos vivendo um dos momentos mais nebulosos da história mundial: ou você morre de fome ou você morre de vírus. Eu não sou bolsominion, como adora criticar quem não me conhece de perto. Eu tenho críticas severa a esse que nos governa. Por outro lado, eu tampouco quero que governe essa oposição que se insinua para o futuro.

Por fim, ela afirmou que não apoia nem a extrema-direita e nem a esquerda, que teria “delírios comunistas”. Vários famosos defenderam a atriz, enquanto outros como Patricia Pillar, Leticia Sabatella, Ícaro Silva, foram contrários ao seu posicionamento.

 

 

Veja também: Fausto Silva é internado e não gravará o ‘Domingão do Faustão’

Veja Também:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.