Mais de 2 milhões de cearenses receberam o auxílio emergencial 2021, mas número é baixo; confira

Quantidade geral de beneficiários em 2021 também é inferior com relação ao ano passado

0

Pago aos desempregados, trabalhadores informais, microempreendedores e beneficiários do Bolsa Família, o auxílio emergencial 2021 é de escala nacional e atende a milhares de pessoas espalhadas por todo o país. Tendo isso em vista, os beneficiários que residem no Ceará tiveram o atendimento pelo benefício reduzido, embora mais de 2 milhões de cearenses já tenham recebido as parcelas pagas desde abril desse ano.

Para que fosse possível pagar o auxílio em 2021, o Governo Federal elaborou regras mais rígidas de acesso. Esse enrijecimento contribuiu para que o atendimento do benefício esse ano fosse consideravelmente inferior com relação ao do ano passado.

Mais de 2 milhões de cearenses receberam o auxílio emergencial 2021; confira
Mais de 2 milhões de cearenses receberam o auxílio emergencial 2021; confira – Imagem: Divulgação Freepik

Auxílio emergencial 2021 já foi pago a mais de 2 milhões de cearenses

Pago desde abril, o auxílio emergencial 2021 repassou as parcelas a 2.017.177 famílias cearenses. O número correspondente a 21,96% da população do Ceará, considerando a estimativa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

No entanto, o número de beneficiários no estado é 42% menor em relação ao benefício pago em 2020, quando aproximadamente 3,5 milhões de pessoas receberam o auxílio; ou seja, 38,5% da população cearense.

Apenas na capital do estado, em Fortaleza, a quantidade de pessoas elegíveis em 2021 é de 569.165. O montante repassado ao estado é da ordem de R$ 728 milhões, de acordo com informações do Ministério da Cidadania. O número também é inferior se comparado com o ano passado, quando R$ 15, 21 bilhões foram pagos aos cearenses por meio do benefício.

Essa diferença também recai no número geral de beneficiários, pois o número de contemplados em 2021 é de cerca de 39,2 milhões, com repasse estimado em R$ 17,89 bilhões. Em 2020 o benefício custou R$ 295,09 bilhões e mais de 68 milhões de brasileiros foram considerados elegíveis para receber o benefício, o que corresponde, portanto, a 32,24% da população total do país.

Entretanto, segundo o Ministério, a estimativa inicial era contemplar cerca de 45 milhões de famílias neste ano. Em nota, foi esclarecido que

A projeção considerou os cidadãos que já estavam recebendo, em dezembro do ano passado, o Auxílio Emergencial e a extensão do benefício, que totalizou 56,4 milhões de cidadãos.

Assim sendo, devido à diferença no orçamento e as regras excludentes, o número de atendidos em 2021 é um reflexo de que o atendimento não tem sido satisfatório.

Veja ainda: Auxílio emergencial 2021 retroativo pode pagar até R$ 3 mil; entenda projeto

Acompanhe as notícias do Brasil123, clique aqui.

Veja Também:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.