Mãe passa mal após descobrir que filha morreu afogada em SP

Segundo a mãe, a adolescente estava na praia junto com a família do namorado quando se afogou e acabou morrendo

0

Uma mãe passou mal depois que descobriu que sua filha, uma adolescente de 14 anos, havia morrido afogada após ter entrado no mar junto com seu namorado. A jovem desapareceu no domingo (06) na Praia do Perequê, em Guarujá, no litoral de São Paulo, e foi encontrada já em estado de decomposição.

Nesta quarta-feira (09), em entrevista ao portal “G1”, Izonaide Maria da Silva, de 38 anos, mãe de Vitória Silva, contou que não conseguiu ver o corpo da filha. Segundo ela, faltou coragem para ver a filha, que acabou sendo reconhecida a partir do biquíni, do cabelo e do aparelho que usava nos dentes.

Segundo a mulher, ela viveu um misto de emoções ao saber que Vitória havia desaparecido no mar. “Primeiro foi um desespero total. Depois, achei que era brincadeira. Depois, fiquei sem reação, estava em choque”, contou a mulher. Ainda conforme a mãe da vítima, depois de saber da morte da filha, ela sentiu uma dor que não quer sentir nunca mais em sua vida. “Eu tenho problema de pressão, passei mal”, contou ela, afirmando que precisou se medicar para conseguir continuar de pé.

De acordo com a mulher, a filha foi “um anjo” que Deus colocou em sua vida, mas agora levou. “A Vitória foi a pessoa que mais me amou no mundo. A filha mais carinhosa que uma mãe poderia ter foi a Vitória comigo. Ela tinha um carinho muito grande por mim, um amor muito grande”, relembrou a mulher.

Vitória Silva, de 14 anos, morreu afogada após ser levada pela água do mar. (Foto: reprodução)

Filha no mar

Segundo Izonaide, ela não estava na praia no dia do caso. Isso porque a garota, que morava em São Paulo com os pais, estava em Guarujá junto da família do namorado. Foram os pais do adolescente que a chamaram. Conforme os relatos ouvidos pela mãe, Vitória entrou no mar com o namorado e acabou sendo puxada por uma corrente de água.

O adolescente contou com a ajuda de seu pai e se salvou. Já a garota acabou afundando e foi encontrada morta a 15 quilômetros do local em que havia sumido. De acordo com a mulher, o sogro da garota, chorando, disse que o corpo de sua filha “estava muito feio”. “Eu falei que não queria ver. Meu marido foi lá com o namorado dela, mas disseram que estava quase irreconhecível, em decomposição, e muito inchada”, contou.

A mulher conta que eles até ficaram na dúvida se era ou não a garota. No entanto, “reconheceram pelo biquíni, pelo cabelo e pelo aparelho” que, de fato, o corpo era da adolescente. “O resto não reconheciam mais”, detalhou a moça.

Despedida da adolescente

O enterro da jovem aconteceu nesta quarta em Embu das Artes, São Paulo. Para que a cerimônia, que contou com um caixão lacrado, fosse feita, a família precisou fazer uma arrecadação. “A gente foi tão pega de surpresa que não tinha dinheiro nem para sepultar minha filha”, começou a mulher. “Fizemos uma arrecadação e conseguimos uma boa quantia. O pessoal foi solidário”, completou ela, finalizando que vai dar “um enterro digno para ela, graças a Deus”.

Leia também: Explosão em laboratório de química deixa crianças feridas em escola de SP

Avalie o Artigo:

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.