Lutador diz que agrediu enteado de cinco porque perdeu a paciência

O lutador disse ter agredido enteado após ele ter perdido a paciência com a criança, que estava pedindo papel higiênico para ele

0

Assim como publicou na terça-feira (30) o Brasil123, um jovem lutador de Muay Thai foi preso na segunda-feira (29) acusado de ter espancado e torturado seu enteado, uma criança de apenas cinco anos em Chapadão do Sul, em Mato Grosso do Sul. Em um primeiro momento, a informação foi a de que o suspeito alegou não saber o porquê do crime.

Nesta quarta-feira (01), no entanto, a Polícia Civil revelou que o jovem, de 20 anos, disse em depoimento que bateu no garoto porque havia perdido a paciência. “Eu perdi a paciência com ele e comecei a agredi-lo com tapas no rosto e em todo corpo”, disse o acusado durante sua oitiva.

Ainda no depoimento, o lutador disse que ficou irritado porque o menino foi ao banheiro e, instantes depois, pediu para que o padrasto pegasse o papel higiênico para ele. No entanto, o suspeito se negou e acabou ficando em fúria com a insistência do garoto. “Ele pediu para que eu pegasse o papel higiênico, porém me neguei porque sabia que ele dava conta de fazer isso sozinho, mas ele continuou insistindo para que eu o ajudasse, e nesta hora perdi a paciência com ele porque já estava atrasado”, disse o lutador.

As agressões do lutador aconteceram no mesmo dia da prisão, no momento em que o suspeito estava sozinho cuidando do enteado. (Foto: reprodução)
As agressões do lutador aconteceram no mesmo dia da prisão, no momento em que o suspeito estava sozinho cuidando do enteado. (Foto: reprodução)

Conforme a Polícia Civil, as agressões aconteceram no momento em que o lutador estava sozinho com o enteado. O espancamento só foi descoberto pela mãe do garoto que, ao chegar do trabalho, notou que o filho estava com vários hematomas provocados pelo suspeito, com quem ela estava se relacionando há cerca de oito meses.

Depois de ter visto que o pequeno estava ferido, a mãe do garoto acionou a Polícia Militar (PM) que, ao chegar no local, não encontrou o lutador, que fugiu, mas foi pego posteriormente. Após a prisão, o acusado foi encaminhado para Delegacia da Polícia Civil de Chapadão do Sul, onde está em prisão temporária pelo crime de tortura qualificada.

Leia também: Policial do Rio admite ter matado jovem após descobrir traição do marido

Avalie o Artigo:

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.