LIBERADO! Beneficiários do Bolsa Família com NIS final 6 recebem hoje

1

Nesta segunda-feira, 22 de fevereiro, a Caixa Econômica Federal (CEF) vai liberar mais uma parcela do Bolsa Família. Terão direito ao pagamento os que tiverem o NIS encerrado em 6.

Desde o fim do auxílio emergencial o Governo está sob pressão para aprovar um novo benefício para ajudar a população hipossuficiente. Uma das alternativas que o Ministério da Economia está analisando é a de criar um novo auxílio que contemple os beneficiários do Bolsa Família e aqueles que estão na fila do programa.

Pagamentos do Bolsa Família de fevereiro

De acordo com o calendário oficial, os pagamentos do Bolsa Família de fevereiro começaram no dia 11 de fevereiro, e vão seguir até o dia 26. Veja quem recebe:

  • os inscritos que tem Número de Identificação Social com final 1 – dia 11;
  • aqueles cujo NIS termina em 2 – dia 12 (sexta-feira);
  • os inscritos que tem NIS com final 3 – dia 17 (quarta-feira);
  • aqueles cujo NIS termina em 4 – dia 18 (quinta-feira);
  • os inscritos que tem NIS com final 5 – dia 19 (sexta-feira);
  • aqueles cujo NIS termina em 6 – dia 22 (segunda-feira);
  • os inscritos que tem NIS com final 7 – dia 23 (terça-feira);
  • aqueles cujo NIS termina em 8 – dia 24 (quarta-feira);
  • inscritos que tem NIS com final 9 – dia 25 (quinta-feira);
  • por último, segundo o calendário de fevereiro do Bolsa Família, os inscritos que tem NIS com final 0 vão receber no dia 26 (sexta-feira)

Se o Governo não criar um novo auxílio e mudar as datas do calendário oficial divulgado pela Caixa no início do ano, as parcelas do Bolsa Família de março seguirão a linha dos pagamentos do Bolsa Família de fevereiro. Sendo assim, os pagamentos começarão no dia 18 (quinta-feira) e terminarão no dia 31 (quarta-feira).

Saída dos cadastrados do Bolsa Família

Você sabe quais são os motivos que levam inscritos do Bolsa Família saírem do programa? São dois requisitos mínimos para que se possa participar do benefício: renda por pessoa de até R$ 89,00 mensais ou renda por pessoa entre R$ 89,01 e R$ 178,00 mensais, desde que tenham crianças ou adolescentes de 0 a 17 anos.  O valor de cada benefício é de R$ 41,00 e cada família pode acumular até 5 benefícios por mês, chegando a R$ 205,00.

Não há um cadastro específico e o cidadão deve fazer o Cadastro Único, também conhecido como  Cadastro Único para Programas Sociais. Mas, o que fazer para não correr o risco de perder o benefício do governo? Confira as dicas que o Brasil 123 separou!

Informações incorretas

O famoso pente fino tem pego muitos beneficiários que não atualizam as rendas da família. Outros, ainda, começam a trabalhar e continuam recebendo como se tivessem a mesma renda de antes. Esse ato pode fazer com que o benefício seja cancelado. Para isso, pode-se optar pelo cancelamento próprio. Dessa forma, basta ir até o setor de Bolsa e do Cadastro Único no município e solicitar o desligamento, justificando os motivos para o mesmo.

Caso sair por vontade própria, futuramente terá a oportunidade de refazer o seu cadastro e obter o benefício novamente sem problema algum. (Leia mais aqui).

Leia Também:

1 comentário
  1. Elaine de oliveira souza Diz

    Grande merda ainda tem coragem de encher a boca pra falar dessa miséria nem perco meu tempo de olhar 179reais não dá nem pra pagar o gaz comprar comida só o gaz e 95vamos comer o que me fala se vcs viver com essa misericórdia a enquanto os grandes aí ganham milhões e choram dizendo que não tem dinheiro toma vergonha na cara pais da vergo há isso sim

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.