Leite faz mal para gastrite? Saiba quais são os malefícios

1

Será mesmo que o leite faz mal para gastrite? O que é certo é que o pH do leite é muito menos ácido que o pH do estômago, portanto, se é capaz de proporcionar alívio, o mesmo acontece com qualquer outro alimento que tenha as mesmas peculiaridades.

leite faz mal para gastrite

Leite faz mal para gastrite?

É o contato das secreções ácidas do estômago com a mucosa irritada que nos faz sofrer. Essas secreções formam o suco gástrico e se compõem de muco, enzimas, mas também ácido clorídrico, responsável, como o próprio nome sugere, pela acidez.

Assim, quando um alimento se ingere, ele se mistura com o suco gástrico, dilui-os e, por ser menos ácido, por efeito tamponante, diminui o nível de acidez. A dor, portanto, se reduz.

Esse alívio é passageiro e a explicação está no teor de proteínas dos alimentos. Assim, o leite, seja integral, ½ desnatado ou desnatado, contém proteínas, caseínas (cerca de 3,3g / 100g) e já se demonstrou há muito tempo que, quando chegam ao estômago, estes estes estimulam a produção de ácido clorídrico, o principal fator nas sensações dolorosas.

Portanto, o leite não faz mal para gastrite, mas promove um alívio temporário apenas.

Compreenda melhor a digestão

A digestão é, portanto, a associação de vários mecanismos complexos que podem se resumir como segue.

Leite faz mal para gastrite: Uma fase cefálica

A própria ideia de que podemos colocar comida na boca, permite que nosso cérebro envie, por via nervosa, informações às células que secretarão as enzimas necessárias para nossa digestão.

Essas enzimas se encontram em nossa saliva (amilases e lipases), mas também, embora ainda não tenhamos engolido nada, em nosso estômago. É também em nosso estômago que se localizam as células G.

Elas respondem, então, a estímulos nervosos e, assim, produzem Gastrina, um hormônio que se comunicará com outras células e induzirá a secreção de suco gástrico, incluindo ácido clorídrico ( HCL) faz parte.

Uma fase gástrica

No estômago, a chegada de nutrientes intensifica essas secreções. As proteínas, em particular, se reconhecem pelas células G, que em contato com elas secretam mais gastrina e, portanto, induzem mais produção de HCL.

Outros estímulos promovem a produção de suco gástrico e, nessa fase, o estômago produz 70% das secreções necessárias à digestão. Eles se misturam com o alimento ingerido para formar o quimo.

Agora que você sabe se o leite faz mal para gastrite, compartilhe conosco a sua opinião sobre nossos conteúdos de saúde e bem-estar!

Leia Também:

1 comentário
  1. […] Refluxo ácido gástrico. […]

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.