‘Kit intubação’: EUA enviarão mais de R$100 milhões em medicamentos ao Brasil

Casa Branca também pode doar vacinas contra Covid-19

1

O governo dos EUA anunciou nesta terça-feira (4) que enviará ao Brasil cerca de R$110 milhões (US$20 milhões) em medicamentos do ‘kit intubação’, usado para tratar pacientes com Covid-19 grave. A transação é intermediada pela Organização Pan-Americana da Saúde (Opas), braço da Organização Mundial da Saúde (OMS) no continente americano.

Em abril, a Opas se comprometeu a ajudar o Brasil a comprar medicamentos do ‘kit intubação’ e agora a ajuda da organização irá se concretizar.

“[O envio dos medicamentos] ainda não foi finalizado, mas nós estamos trabalhando em parceria com o governo do Brasil para isso”, disse Jen Psaki, secretária de imprensa do governo Biden. Os medicamentos que serão enviados fazem parte do estoque estratégico que o governo dos EUA mantém em seu território.

Não é a primeira vez que o presidente Joe Biden oferece ajuda internacional para outras nações enfrentarem a crise da Covid-19. Na semana passada, os Estados Unidos anunciaram o envio de suprimentos à Índia no valor de cerca de US$100 milhões (R$535 milhões).

Os voos com suprimentos hospitalares e mementos doados pelos EUA começaram a chegar à Índia na última sexta-feira (30).

EUA também podem enviar vacinas ao Brasil

Pouco depois do anúncio da porta-voz do governo americano sobre o envio de medicamentos do ‘kit intubação’, o presidente Joe Biden, em entrevista coletiva, insinuou que pode enviar vacinas contra Covid-19 ao Brasil.

Quando perguntado por uma jornalista sobre a possibilidade de enviar imunizantes ao Brasil e à Índia, o presidente americano respondeu que até 4 de julho os EUA terão enviado 10% do seu estoque de vacinas “para algumas nações, incluindo algumas das que você mencionou”.

Tudo indica que a vacina de Oxford/AstraZeneca, ainda não aprovada para uso nos Estados Unidos, será enviada ao Brasil. No total, os EUA compraram 300 milhões de doses do imunizante e já doaram 4 milhões ao Canadá e ao México.

Leia Também:

1 comentário
  1. […] do Ministério da Saúde, que anunciou a compra de 4,5 milhões de medicamentos do chamado “kit intubação” a um custo de 17 milhões de […]

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.