Karina Bacchi diz que ensaio nu foi uma ‘coisa demoníaca’: “Tenho nojo”

A influencer também parou de atuar ao afirmar que beijo em cena seria adultério

0

Hoje evangélica e com uma vida dedicada a Deus, Karina Bacchi se arrepende de ter posado nua para a edição de Natal da revista Playboy em 2006. Em entrevista com Suzana Alves, a ex-Tiazinha, para o ‘Positivamente Podcast’, que repercutiu nesta quarta-feira (26), a atriz de 45 anos diz ter “nojo” do ensaio fotográfico.

Pitty nega indireta para Anitta: “Querem arrumar treta onde não existe”

“Tenho tanto nojo da minha ‘Playboy’. O mal trabalhou de um jeito ali, olha que sem noção, que ridículo, gente, eu tenho nojo, nojo, nojo!. Ainda mais que o meu (ensaio) foi especial de Natal, nascimento de Jesus. Que absurdo! Com chapeuzinho de Mamãe Noel, que coisa demoníaca, gente. Eu tenho nojo, raiva desse momento!”, repudiou a esposa de Amaury Nunes.

A mãe de Enrico, de 4 anos de idade, diz que, na ocasião, tinha certeza que a decisão de posar nua era a correta: “Olha, hoje e dou risada, porque eu não enxergava, eu achava que estava fazendo tudo certo, que estava dando um presente de Natal para as pessoas. E o presente para Jesus.. que coisa horrorosa. Juro, eu tenho nojo daquilo, nojo! Não olho com culpa, eu não tinha entendimento, mas olha como mal, ele trabalha na mente…. Eu achei que eu estava arrasando, arrasando com Jesus, que coisa horrorosa!”.

Karina deixou de atuar por conta da Bíblia

Em entrevista para o pastor Rodrigo Silva, no podcast ‘Positivamente’, que viralizou no final do ano passado, Karina revelou que parará de atuar. Ela diz que foi motivada por sua interpretação do que está escrito na Bíblia sobre adultério.

“Na Bíblia, a gente vê que Deus não se agrada do adultério. Uma atriz casada que vai interpretar uma cena na qual ela vai ter que beijar, abraçar… Aquilo não é considerado adultério? Acho que estaria sendo contra o que a Bíblia diz. Isso é algo que me conflitou demais”, expôs a artista de 45 anos, mãe de Enrico.

A influencer, que hoje é casada com Amaury Nunes, pondera que, além da Bíblia, ela já não se sentia à vontade atuando: “Eu deixei a minha carreira por conta não só da Bíblia, mas também porque eu não me sentia à vontade em estar atuando, mesmo sabendo que aquilo não era eu, era um personagem. Eu deixei de atuar por opção, por escolha, por causa disso”.

 

Veja também: Murilo Huff abre mão de tutela dos bens na divisão de patrimônio de Marília Mendonça, diz colunista

5/5 - (1 vote)

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.