Junno Andrade responde a processo de reconhecimento de paternidade

O namorado de Xuxa é alvo de um processo de reconhecimento pelo promotor de vendas, Eduardo Tadeu Mattos de Oliveira, de 36 anos

0

Junno Andrade, namorado de Xuxa, responde a um processo de reconhecimento de paternidade, aberto pelo promotor de vendas, Eduardo Tadeu Mattos de Oliveira, na Justiça do Mato Grosso. De acordo com a colunista Fábia Oliveira, nesta segunda-feira (19), o rapaz já tentou a realização do exame de DNA extrajudicialmente, mas sem sucesso.

DJ Ivis tem habeas corpus negado e aparece irreconhecível em foto

Na ação, que tramita na 2ª Vara Especializada de Família e Sucessões de Cuiabá, Junno foi citado em carta precatória. Segundo o advogado de Tadeu não há dúvidas de que o cantor seria o pai de seu cliente e pede que o nome de Junno seja inserido na certidão de nascimento do promotor.

Eduardo Tadeu ainda pede uma indenização, em danos morais, no valor de R$100 mil, alegando que a conduta de Junno em não fazer o teste de DNA é considerada uma ‘discriminação parental’. Junno ainda não se pronunciou sobre o caso.

Relembre o caso

Em 2019, Eduardo Tadeu Mattos de Oliveira revelou em entrevista a Fábia Oliveira que tinha certeza que era filho de Junno Andrade. De acordo com o vendedor, ele é o primogênito do cantor, que chegou a morar com a mãe do rapaz: “Ele e minha mãe, Isabel, namoraram um tempo, chegaram a morar juntos, mas eles brigaram e Junno foi embora para São Paulo. Nos conhecemos quando eu fiz 12 anos. Desde então ele sabe da minha existência”.

O promotor contou que foi a avó, Ari, que o convenceu a ter um relacionamento com o pai na adolescência, até que a relação foi interrompida alguns anos depois: “Quando eu fiz 15 anos, eles sumiram. Deixaram de me procurar. Eu ainda fui atrás, mas eles trocaram de telefone e endereço. Em 2011, com o Facebook, eu fui no perfil da Cleo Brandão (apresentadora e ex-mulher de Junno) e achei minha avó e meus primos. Eles me bloquearam”.

Junno admitiu que teve um envolvimento com a mãe do rapaz, mas negou que fosse o pai dele: “Ele não se parece comigo. De qualquer forma, estou disposto da fazer o exame de DNA e resolver a questão. Se ficar comprovado que ele é meu filho, é claro que vou assumir”.

 

 

Veja também: Luciano Szafir deve ter alta ainda esta semana, diz colunista

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.